Exame acusa uso de cocaína, e Rodolfo é suspenso por doping

Aos 28 anos, Rodolfo foi novamente flagrado em exame de doping. Dessa vez, na goleada por 4 a 1 sobre o Atlético Nacional, dia 23 de maio, no Maracanã, pela Sul-Americana. A suspeita é de uso de cocaína.

De acordo com o protocolo do Código Mundial Antidopagem de 2015, o goleiro deve ser suspenso preventivamente e tem um prazo de cinco dias a partir do anúncio do resultado para solicitar o teste de contraprova. Do contrário, fica valendo o primeiro exame. Entretanto, o jogador decidiu abrir mão deste recurso e, após reunião com a diretoria, teve o contrato suspenso. O clube divulgou nota sobre o ocorrido.

“O Fluminense Football Club informa que o goleiro Rodolfo Alves de Melo foi flagrado no exame antidoping após a partida Fluminense x Atlético Nacional (COL), pela Sul-Americana, realizada em 23 de maio de 2019, no Maracanã. O clube e o atleta já realizaram uma reunião e uma petição foi apresentada à Conmebol, onde o jogador abriu mão da contraprova se colocando suspenso voluntariamente, para se dedicar exclusivamente à sua defesa. O Fluminense já colocou seu Departamento Jurídico à disposição do jogador que, por norma legal, teve o contrato de trabalho suspenso. A instituição dará todo o suporte necessário ao atleta.”

Faz sete anos que o goleiro, na época no Athlético-PR, sofreu uma punição de dois anos por conta da cocaína. Contratado pelo Fluminense no início de 2018, ele abordou o assunto na entrevista de apresentação, agradeceu ao clube pela chance e garantiu estar livre das drogas desde 2014, quando retomou a carreira.

Rodolfo acumula 34 jogos pelo Tricolor, sendo 29 nesta temporada. Começou como dono da posição, mas perdeu a vaga para Agenor há um mês.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: Globoesporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *