fbpx

Digão se diz recuperado de lesão e projeta melhora pós-Copa América: “A gente merece”

Sem jogar desde o dia 10 de março devido a uma fratura na fíbula da perna esquerda, Digão voltou aos treinos com o restante do elenco no início da semana. Com a ausência de Matheus Ferraz, lesionado, o camisa 26 formará dupla com Nino, no que depender dele, já na retomada do Campeonato Brasileiro, em 15 de julho, contra o Ceará, no Maracanã.

— Estou curado, me recuperei bem e agora é só focar nessa volta. Acredito que estarei pronto. Vai depender muito do treinador, mas tenho treinado bem com os companheiros. Espero aproveitar essas três semanas que ainda temos de preparação para chegar bem e estar à disposição do treinador – disse.

Apesar do bom desempenho em campo, a equipe comandada por Fernando Diniz encerrou o primeiro semestre à beira da zona de rebaixamento, com apenas 8 pontos. A parada para a Copa América, além de facilitar a recuperação da condição física de Digão, pode servir para o Tricolor evoluir para a sequência da temporada.

— Por eu ter ficado muito tempo parado, tenho que chegar no nível dos meus companheiros. Vejo como boa a parada para a Copa América, vou ganhar um tempo legal para trabalhar. Esses elogios que vocês (imprensa) vêm fazendo são fruto de trabalho, de muito treinamento pesado. A tendência é melhorar a cada dia. Espero que a gente termine o ano muito bem. Acho que a gente merece – opinou.

A entrevista do zagueiro, nesta terça-feira, estreou a nova sala de imprensa do clube, no Centro de Treinamento. Prata da casa, ele lembrou a estrutura nas Laranjeiras e estabeleceu uma comparação com os dias de hoje.

– Fico feliz em inaugurar essa bela sala, ficou muito bonita mesmo. Parabéns aos envolvidos. Uma honra para mim. Fico feliz em ver o clube crescendo a cada dia. Ter aquela salinha de imprensa lá em Laranjeiras e hoje ver isso aqui é muito gratificante.


LEIA MAIS RESPOSTAS:

Possíveis contratações: “Vejo como positivas, são muito bem-vindas. O ano é muito longo, campeonato disputado…”.

Eleição de Mário e Celso: “São velhos conhecidos, estão voltando para casa e conhecem muito bem o clube. O grupo os recebeu muito bem. Acredito que vai ser uma boa gestão. Estaremos dispostos a ajudá-los no que for preciso”.

Atrasos salariais: “Foi feita essa reunião. Lógico que eles precisam de tempo para trabalhar. Logo, logo as coisas vão se resolver para termos um bom ambiente de trabalho e ter a cabeça só em jogar futebol, sem ficar pensando nessas questões extracampo”.

Erros do 1º semestre: “O professor cobra muito da gente e dele mesmo. Essa parada veio em boa hora para a gente sentar, conversar e trabalhar duro para corrigir os erros”.

Rodízio de jogadores: “Fico muito feliz pelo Nino e pelo Frazan, que tem entrado muito bem nos jogos. O campeonato é longo, temos duas competições importantes. Vamos precisar de todo mundo. Tem as lesões, que acontecem naturalmente… Mas quem tem entrado, tem correspondido bem”.


Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top