Flu terá sete representantes no Mundial de Esportes Aquáticos

O Fluminense terá sete representantes no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos, que começa nesta sexta-feira (12), na cidade de Gwangju, Coreia do Sul. Juliana Veloso, Ingrid Oliveira e Danielle Robles disputam os saltos ornamentais,  Luisa Borges, Maria Bruno e Anna Giulia Veloso, o nado artístico, e Logan Wolverine defenderá o Brasil no polo aquático.

Seja Sócio e tenha vantagens na compra de ingressos, além de descontos em vários parceiros. Faça o Fluminense mais forte e escolha um plano agora!

Em seu quinto mundial, Juliana Veloso saltará no trampolim de 3 metros com o objetivo de chegar na final e garantir seu lugar em Tóquio 2020. Ingrid Oliveira competirá na plataforma de 10 metros mista e também sonha ser finalista na plataforma de 10 metros individual para ir aos Jogos Olímpicos. Para isso, a atleta terá que superar as dores no punho que dificultaram sua preparação. Estreante em Mundiais, Danielle chega na Coreia com índice B no trampolim de 1 metro. Ela será a primeira brasileira a entrar na água na Coreia, logo no primeiro dia de competição.

“Como o trampolim de 1 metro não é uma prova muito disputada, não sabemos como estarão os outros competidores. A prova da Danielle vai ser um bingo e a diferença de pontos entre os atletas deve ser pequena. Já a Ingrid ficou sem salta de 10 metros durante um tempo devido à lesão no punho e temos que ver como ele vai reagir na hora. Tecnicamente os saltos dela são muito bons. E a Juliana é muito experiente e o objetivo principal é a vaga em Tóquio”, disse a técnica tricolor Andreia Boehme.

Leia mais: Nado artístico tricolor mistura experiência e renovação no Mundial

No nado artístico, Luisa Borges também entrará em ação na sexta-feira, no dueto técnico. Ela ainda competirá no dueto livre e nas provas por equipe, ao lado de Maria Bruno e Anna Giulia Veloso. O objetivo é conseguir um bom desempenho no Mundial para chegar embaladas nos Jogos Pan-americanos Lima 2019.

“Vamos lutar para chegar à final na Coreia e isso vai ser meio que uma prévia do Pan-americano, que contará com muitos países que disputarão o Mundial. Nossa intenção é conseguir um bom resultado para já chegar em Lima”, disse Maria Bruno, que disputa seu sexto Mundial.

Já Logan Wolverine compõe a seleção brasileira masculina de polo aquático, que estreia contra a Itália, na próxima terça-feira (16). A equipe passou por um período de treinamentos nos Estados Unidos e China antes do Mundial.

Texto Comunicação/FFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *