fbpx

Apresentado oficialmente, Wellington Nem destaca laço com o Flu: “Sempre quis estar aqui”

De volta ao clube, atacante também comentou sobre o estilo de jogo de Fernando Diniz e afirmou: “No Shaktar eu tinha tudo, menos alegria”

Foto: Mailson Santana / FFC

Nesta sexta-feira (19), o Fluminense apresentou oficialmente Wellington Nem como novo reforço. O atacante de 27 anos chega por empréstimo junto ao Shakhtar Donetsk-UCR até dezembro. Cria de Xerém, o atacante foi destaque na campanha do título brasileiro em 2012, e volta ao clube com vontade com muita motivação. É o que garantiu o próprio jogador em sua primeira entrevista coletiva, concedida após o treino da manhã, no CTPA.

Perguntado sobre sua ligação com o Fluminense, Wellington Nem destacou seu amor pelo clube e revelou que chorou em sua despedida em 2013, contra o Criciúma. O atacante também citou a importância do projeto apresentado por Mário Bittencourt e Celso Barros para sua volta.

“Sempre quis estar aqui, até quando fui para a Europa. Quando saí, chorei muito. Lembro bem do jogo contra o Criciúma, foi difícil para mim. Agora, o Mário e o Celso conseguiram apresentar um projeto e deu certo”.

O atleta comentou sobre as lesões que prejudicaram o andamento da sua carreira. De acordo com o jogador, isso não irá prejudicar seu desempenho, tendo em vista que ele vêm de uma boa sequência no Shakhtar.

“Coisas da vida, aconteceu. Todo mundo que entra no campo está sujeito a isso. Me machuquei jogando e em acidentes. Me dedico ao máximo para estar bem e jogar. Chego muito bem. No Shakhtar fui titular, fiz gols, dei assistências. Joguei muitos jogos e não tive lesão. Chego muito bem”.

Nem em seu primeiro treino após retornar ao Fluminense (Foto: Mailson Santana / FFC)

Questionado sobre o estilo de jogo imposto pelo treinador Fernando Diniz, Nem afirmou que está acostumado a valorizar a posse de bola, pois jogava dessa forma na Ucrânia, e se disse ansioso para estrear.

“Para fazer gol e controlar o jogo, tem que estar com a bola. No Shakhtar a gente jogava desse jeito. Sempre ficamos com a bola e tentamos rondar a defesa adversária. Ainda não conversei muito com ele, mas estou muito ansioso para começar a jogar”.

Porém, confirmou que ainda precisa de uma melhor preparação para poder entrar em campo e conquistar vitórias pelo Tricolor carioca.

“Ainda não estou pronto, faltam umas duas semanas. Vamos conversar aos poucos com a comissão técnica para ver quando vou poder jogar”.

Foto: Mailson Santana / FFC

O atacante de 27 anos projetou uma parceria de sucesso com Pedro e João Pedro. De acordo com ele, as revelações tem um potencial enorme e podem esperar muita motivação e confiança.

“Vou dar toda a confiança para eles entrarem no campo e dar o máximo, com alegria e vontade. Se errar, tem que continuar tentando, porque as coisas vão acontecer. Eles são experientes, começaram bem. O João Pedro está fazendo gols, o Pedro já foi até chamado para a Seleção. Já demonstraram no profissional que são bons jogadores”.

Por fim, Wellington Nem afirmou que recebeu outras propostas, mas o desejo de voltar ao Fluminense, onde é feliz, foi maior.

“No Shakhtar eu tinha tudo, menos o que eu mais prezo, que é a alegria. Aqui, tenho isso. Minha família está aqui, todos são tricolores e posso ficar perto deles. Chegaram outras coisas para mim, mas não aceitei porque queria voltar ao Fluminense. O que eu mais prezo na vida é a alegria e o amor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top