fbpx

Participativa, mas prejudicada pelas expulsões: a estreia de Nenê pelo Fluminense

Recém- contratado, atleta de 38 anos fez seu primeiro jogo com a camisa tricolor na derrota por 2 a 1 para o Vasco, em São Januário

Foto: Lucas Merçon / FFC

A derrota por 2 a 1 para o Vasco marcou a estreia de Nenê pelo Fluminense. Contratado depois de uma longa novela junto ao São Paulo, o meia atuou pela primeira vez com a camisa tricolor justamente contra o Cruzmaltino, clube que defendeu por quase três anos. Diante de um desempenho pouco inspirado do time de Fernando Diniz, o jogador de 38 anos foi um dos únicos que se salvou no revés em São Januário.

Titular devido ao desfalque de Paulo Henrique Ganso, Nenê se portou bem na sua estreia. Buscando jogo, o meia foi participativo, segurou bem a bola e cavou faltas com inteligência. Diante de uma equipe que não tinha grande criatividade – muito pelas ausências de Allan e Ganso -, o recém-contratado acabou se vendo sozinho em algum momentos, mas junto de Daniel – que também não conseguiu produzir o desejado – foi quem tentou criar.

Com o retorno do meio-campo titular, Nenê só tem a evoluir. Apesar da idade, o jogador contribui no setor de criação de jogadas e tem um toque de bola refinado, além de ser importante na bola aérea, onde o Fluminense sofre em busca de um bom aproveitamento. Além dos desfalques, que foram cruciais na partida ruim do Tricolor das Laranjeiras, a expulsão Digão interferiu na atuação do meia, que acabou sendo sacado para dar lugar a Frazan, que minutos depois também levou o cartão vermelho.

Mantendo-se bem fisicamente, Nenê tem muito a somar ao elenco. Junto de Ganso, Allan e Pedro, destaques do time, e Wellington Nem, que quando estiver 100% também entrará na equipe, o meia pode ser peça-chave para uma recuperação do Fluminense no Campeonato Brasileiro e para manter vivo o sonho de título na Copa Sul-Americana.

Porém, como ainda não está inscrito na competição, Nenê só voltará à campo no dia 3 de agosto, quando o Tricolor recebe o Internacional, pela 13ª rodada. Isso porque o jogador de 38 anos, além de não enfrentar o Peñarol nos jogos de ida e volta, não poderá ser escalado contra o São Paulo na próxima rodada do Brasileirão por um acordo feito na rescisão de contrato com o clube paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top