fbpx

Lulu Santos apresenta maiores sucessos em show para 5 mil tricolores na FluFest

Milhares de pessoas desfilaram verde, branco e grená pelo Rio de Janeiro no domingo, dia 21 de julho. Foi o aniversário de 117 anos do Fluminense, comemorado com a 5ª edição da FluFest, nas Laranjeiras. A celebração, que recebeu em 2019 seu maior público, começou às 10h e só acabou depois das 21h.

As primeiras horas foram reservadas para a retirada das recompensas do crowdfunding, que arrecadou R$ 178.428 com 1.323 doações, tornando-se o terceiro mais lucrativo da história do projeto, lançado em 2015. Os prêmios eram, além de ingresso para o show de Lulu Santos, livro e medalha comemorativos ao centenário do Estádio Manoel Schwartz e camisa alusiva à usada na conquista do Campeonato Carioca de 1969.

Os tricolores mais pontuais chegaram a tempo de acompanhar, na Sala de Troféus, o lançamento de selo oficial produzido com o Correios para destacar os 100 anos de Laranjeiras, completados dia 11 de maio. Mais tarde, o Bar dos Guerreiros ficou cheio para a apresentação de mais uma homenagem à sede: a obra “Estádio de Laranjeiras 100 anos – Aqui nasceu o futebol brasileiro”, elaborada por Carlos Santoro, Dhaniel Cohen e Heitor D’Alincourt. Eles, ao lado do presidente Mário Bittencourt, assinaram os exemplares.

Presente ao local o dia inteiro, Mário não perdeu as várias atrações musicais e gastronômicas. A organização repetiu o “Flu de Truck”, dessa vez em área próxima às quadras de tênis. Foi por lá que se apresentaram os grupos Fanfarra Tricolor e Nelson e Os Rodrigues.

Também não faltaram importantes personagens do campo, como os ex-jogadores Delei, Rubens Galaxe e Romerito. Dezenas deles, como costumeiramente fazem, se reuniram para uma confraternização. Quem circulava pelas dependências do clube, sem dúvida, esbarrou com algum ídolo.

Mas o melhor estava guardado para o fim da tarde. Pela primeira vez o tradicional show da FluFest ocorreu no gramado do estádio. E, após Marcelo Janot (2015), Blitz (2016 e 2018) e Paulo Ricardo (2017), foi a vez de Lulu Santos levantar o público do Fluminense, com uma apresentação dançante, repleta de sucessos e que durou quase duas horas.

O artista subiu ao palco ao som de “Tempos Modernos”, às 17h10. Pouco depois das 19h, embalou a galera com “Toda Forma de Amor” e “Descobridor de Sete Mares”, que encerra o espetáculo. Ao Canal FluNews, Dhaniel Cohen fez um balanço da festividade, da qual é idealizador.

– Em todos os sentidos, a Flu Fest de 2019 foi disparada a melhor que já fizemos. Uma equipe grande e aguerrida trabalhou com muita paixão diariamente, inclusive sábados, domingos e feriados, para construir uma das maiores festas da história do Fluminense. Virou um evento de fato grandioso não apenas pelo show de duas horas do Lulu Santos, o maior hitmaker do Brasil, no centenário Estádio de Laranjeiras. Até pelo circuito que organizamos pelo clube, o torcedor se sentiu em uma “Disney Tricolor”. O desafio agora será produzir algo ainda mais bem elaborado na próxima vez.

Foto: Mailson Santana

Laranjeiras vem de dias bastante movimentados. Na véspera do empate em 1 a 1 com o Ceará, recebeu um treino aberto à torcida. Na última quinta-feira, houve a estreia do “Flu Music”, com a cantora Maria Rita, no Salão Nobre. O próximo evento, terça, será a transmissão, em telão, do jogo contra o Peñarol, em Montevidéu, pela ida das oitavas da Sul-Americana. As entradas variam de R$ 10 a R$ 40.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top