fbpx

Na busca por zagueiros, Fluminense vê negociação difícil, mas não desiste de Anderson Martins

A partir do rompimento do ligamento cruzado do joelho direito de Matheus Ferraz, em junho, o Fluminense acelerou a busca por zagueiros. Fernando Diniz dispõe de apenas quatro opções para a zaga, a segunda mais vazada do Campeonato Brasileiro, com 24 gols sofridos, atrás da Chapecoense, com 27.

A diretoria fez contatos por Bruno Fuchs, do Internacional, e Fabiano, do Palmeiras. Enquanto o clube gaúcho desconsiderou emprestar o jovem, o palmeirense, segundo Celso Barros, optou por aguardar possíveis propostas do exterior e acabou descartado nas Laranjeiras. Pintou até o nome de Lucão, ex-São Paulo, que está sem contrato. Ele, porém, não animou o Tricolor.

A negociação que melhor se desenvolveu envolvia o são-paulino Anderson Martins, de 31 anos. Reserva no Morumbi, o jogador se empolgou com o interesse verde, branco e grená, mas viu a tratativa esfriar devido ao alto salário. O SPFC não pretende dividir o pagamento dos vencimentos. Por outro lado, a falta de opções, dado o fechamento da janela de transferências para o Brasil, faz o Fluminense não desistir da contratação.

Empossada há dois meses, a gestão de Mário Bittencourt trouxe o goleiro Muriel, o meia Nenê e os atacantes Wellington Nem e Lucão. Além de zagueiro, os dirigentes estudam trazer um lateral-esquerdo.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Fonte: UOL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top