fbpx

Nenê destaca importância da Sula e comemora grande movimentação da torcida do Flu: “Precisamos de vocês”

Titular no jogo de ida, experiente meia não escondeu a ansiedade em encontrar o Maracanã cheio de tricolores, mas pregou pés no chão e destacou a necessidade de tomar cuidado com os contra-ataques

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nesta quinta-feira (29), o Fluminense recebe o Corinthians em uma das partidas mais importantes do ano até aqui. O duelo, válido pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, será no Maracanã, às 21h30 (de Brasília). Com o empate em 0 a 0 no jogo de ida, em Itaquera, o Tricolor precisa apenas de uma simples vitória para garantir vaga nas semis.

Treinando de olho no confronto decisivo desde domingo, já que não jogou pelo Brasileirão nesse final de semana, o elenco terminou a preparação para o embate nesta quarta-feira. Após a atividade no CTPA, o meia Nenê, titular em São Paulo, concedeu entrevista coletiva e comentou sobre a semana de preparação do elenco.

Vale lembrar que a partida marcará a estreia de Oswaldo de Oliveira no comando do Fluminense. Perguntado sobre o que o novo treinador fez até aqui, Nenê disse que o sistema defensivo foi o foco e que o ‘dedo’ do técnico começará a fazer a diferença já amanhã.

“A semana foi bastante intensa. Vimos muitos vídeos. Ele frisou bastante em relação ao setor defensivo, para estarmos preparados. Na frente o time está indo bem. Ele conversa bastante, tenta criar algumas coisas além do que a gente já estava trabalhando. A gente vai ver o dedo dele no jogo de amanhã”.

O experiente meia não escondeu a animação com a movimentação em massa da torcida na busca de ingressos para o jogo. Já são mais de 45 mil ingressos vendidos e quatro setores do Maracanã esgotados. Apesar de comemorar o fato de ter ‘casa cheia’, o atleta de 38 anos evitou o oba-oba e destacou a necessidade de tomar cuidado com os contra-ataques do Corinthians.

“A nossa torcida é muito importante, é bem legal o estádio estar lotado. Temos a vantagem de jogar em casa, mas vai ser um jogo muito equilibrado. É o tipo de jogo que eles gostam. Vamos fazer o nosso jogo, buscar o gol a todo momento, e ter cuidado com o contra-ataque, que é o forte do time deles. Temos que neutralizar essa parte. O mais importante vai ser o foco. Esse tipo de jogo é definido no detalhe”.

Foto: Lucas Merçon / FFC

Nenê também frisou a importância da Sul-Americana para o grupo. Vale lembrar que caso avance de case, o Fluminense garantirá uma bolada milionária, além de dar mais um passo rumo ao primeiro título internacional e a uma vaga direta na Libertadores do ano que vem.

“É crucial para o clube. Não só para o clube como para nós, que sofremos um pouco no Brasileiro. Temos que aproveitar e dar a vida. São mais quatro jogos para conquistar um título que o clube nunca conquistou. Além da vaga direta na Libertadores. É um foco a mais para todo mundo trabalhar. Conquistar essa Copa é uma oportunidade única. Para todo mundo e para nós, jogadores, que queremos colocar nosso nome na história do clube”.

Veja mais respostas de Nenê na coletiva no CTPA:

Primeiros treinos de Oswaldo de Oliveira

“É pouco tempo, mas ele demonstrou a vontade que ele está de ajudar o nosso time. Ele disse para continuarmos com as coisas boas que estávamos fazendo com o Diniz, nossa parte com a bola, ofensivamente… E ele está complementando com a filosofia dele, principalmente com estar mais protegido defensivamente. Isso está sendo o principal nesses dias”.

Numeração peculiar na Sul-Americana (camisa 4)

“O Fábregas é um cara que eu admiro bastante. Também tive a oportunidade de vestir a 12 do Falcão. Mas é para ser algo diferente, nunca usei. Achei bacana. Espero poder render como nas épocas dele de Chelsea, Arsenal… ”

38 anos e ainda jogando em alto nível

“Meu sonho era ser jogador de futebol, não importava onde. Depois, jogar em time grande, ir para a Europa, ir para a Seleção… Foi acontecendo tudo isso e fico feliz. Essa minha ida para a Europa novo me ajudou, porque no Brasil é muito desgastante. Mais jogos, mais viagens, mais pressão… É tudo acima. Nem sempre a estrutura é a ideal também”.

Parceria com Ganso no meio-campo

“Mudou um pouco a minha posição. Ele é um cara muito inteligente, é um jogador extraordinário. É um prazer jogar com ele. Muita gente falou sobre isso e demonstramos que podemos jogar juntos. Assim como não tem relação com a minha idade. Estamos focados, queremos ajudar o time. Em cada jogo e gente vai se entrosar. Jogar do lado dele fica fácil”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top