Muriel quer Fluminense “mentalmente mais forte” para sobreviver à crise: “O poder está nas nossas mãos”

Na saída do campo do Serra Dourada, após derrota por 3 a 0, Muriel reconheceu que o primeiro gol do Goiás, aos 11 minutos, derrubou o Fluminense. Ele ainda apontou o caminho para sobreviver à crise gerada por má campanha e chance de rebaixamento no Brasileirão – posição na classificação é a 17ª, com 18 pontos.

— Não soubemos reagir depois do primeiro gol. Ficamos intranquilos. Tínhamos de ter mais tranquilidade, sabíamos que tinha bastante tempo. Temos que ser, mentalmente, um pouco mais fortes para superar esse momento de dificuldade – avaliou.

Mesmo com a vida complicada no jogo de domingo, o goleiro afirmou que tinha esperança na virada do Tricolor.

— Não podemos nos conformar. O poder está nas nossas mãos. Acreditei mesmo, quando estava 2 a 0, que dava para buscar. Tentei fazer os companheiros acreditarem também. Infelizmente, não conseguimos. O Goiás foi merecedor, fez um grande jogo – elogiou.

Muriel lembrou que o adversário viveu semana tensa com seus torcedores, com apedrejamento à sede e presença de Polícia para garantir a segurança do elenco nos treinos. O goleiro quer ‘virar a página’ para concentrar as atenções no compromisso de quinta-feira, contra o Santos, no Maracanã.

— Eles estavam num momento de cobrança da torcida. Não soubemos usar isso a nosso favor. Mas passou. Não adianta ficar lamentando o que passou. Tem de seguir firme para o próximo jogo. Logo, logo temos mais uma decisão.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *