fbpx

“Rival” de Paulo Henrique Ganso no Sevilla, Sampaoli foge de polêmica e elogia: “Quando comprometido, gera coisas diferentes”

Assim como na derrota do Fluminense para o Santos no primeiro turno, por 2 a 1, Paulo Henrique Ganso e Jorge Sampaoli, “rivais” no Sevilla-ESP, não se reencontrarão à beira do campo, nessa quinta-feira, no Maracanã. No duelo em maio, o meia não pôde jogar por causa de dores na coxa esquerda. Dessa vez, o técnico vai viajar ao Rio de Janeiro, mas não comandará a equipe porque cumpre suspensão.

Principalmente pelas poucas chances dadas a Ganso, treinador e jogador não conseguiram boa relação quando trabalharam juntos na Espanha, entre 2016 e 2017, e vivem se alfinetando em declarações públicas. Em entrevista na Vila Belmiro, o argentino fugiu de polêmica e elogiou o camisa 10 do Tricolor.

– Trabalhei com ele, recomendei sua contratação e respeito muito seu jogo. Quando ele está comprometido, gera coisas diferentes. Sua chegada ao Brasil dá hierarquia ao torneio, pela capacidade. Fluminense não passa por um bom momento, mas conta com um jogador capaz, que pode fazer um lance diferente a qualquer momento – disse.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top