fbpx

Fluminense segura pressão e fica no 0 a 0 com Cruzeiro no Mineirão

Adversários na briga contra o rebaixamento, Cruzeiro e Fluminense ficaram no 0 a 0 em confronto menos movimentado do que se esperava no Mineirão. O Tricolor não ameaçou o gol de Fábio em momento nenhum, mas se garantiu na boa atuação da defesa para alcançar o quarto jogo de invencibilidade no Brasileirão.

No primeiro tempo, a Raposa assustou em dois lances. Após erro na saída de bola, Gilberto se recuperou e cortou bomba de Jádson. Em seguida, a redondinha sobrou para Sassá mandar na rede pelo lado de fora. Muriel, claro, deixou sua marca ao espalmar boa finalização de David, minutos depois.

A emoção ficou guardada para os acréscimos, quando o juiz Jean Pierre Gonçalves Lima acionou o VAR duas vezes. Primeiro para cancelar vermelho e aplicar amarelo a Yuri, que atingiu pé na barriga de Jádson; na sequência, para punir Fred com amarelo por empurrão em Paulo Henrique Ganso. A confusão se completou com a expulsão do preparador de goleiros do Time de Guerreiros, André Carvalho.

A tecnologia voltou a interferir no duelo na etapa final, ao levar o juiz à anulação do gol marcado por Fred, de cabeça, concluindo cruzamento de Egídio. Na origem do lance, a arbitragem percebeu falta de Robinho em cima de Gilberto. Antes, os cruzeirenses haviam levado perigo com chute de Edílson no travessão, no que acabou sendo uma das últimas chances claras dos donos da casa.

Com o empate sem gols, ambos os times se mantêm nas suas posições. O Fluminense, em 15º, agora com 26 pontos, a três do Z-4. O Cruzeiro, em 18º, com 21. Na próxima rodada, o rival será o Bahia, sábado, no Maracanã. Yuri e Ganso, suspensos, são desfalques, assim como Caio Henrique e Allan, que ainda estarão com a seleção olímpica.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top