“Calçando as sandálias da humildade” Coluna de André Ferreira de Barros

“Calçando as sandálias da humildade”
André Ferreira de Barros


Em termos financeiros, o Fluminense F.C está à beira da insolvência; em termos esportivos, a léguas de um clube vencedor como foi outrora.
Numa metáfora deliberadamente forte, o Fluminense F.C é um paciente terminal, que só respira à custa de aparelhos.
A saída desse angustiante estado de coisas – a única saída, aliás – é a união de TODOS os tricolores.
Nessa esteira, a associação em massa é urgentemente necessária. Cem mil é pouco! Esse movimento cabe a nós, torcedores apaixonados.
Mas há um segundo e indispensável fator. Há que haver a união de tricolores notáveis em prol do clube.
E não faltam tricolores notáveis!
Por exemplo, Pedro Sampaio Malan foi um bem-sucedido negociador da dívida externa do Brasil. Será que ele – tricolor apaixonado – não poderia ajudar na renegociação da asfixiante dívida do Fluminense F. C?
Outro exemplo, Carlos Alberto Parreira é um dos nomes mais respeitados do futebol mundial. Será que ele – tricolor apaixonado – não poderia ajudar na captação de recursos e na contratação de bons jogadores para o time?
Outro exemplo, Merval Pereira tem especial assento na Rede Globo de Televisão, a Grande Medusa devoradora de clubes – com exceção de dois, claro. Será que ele – tricolor apaixonado – não poderia ajudar-nos na peleja por uma redistribuição de cotas?
Eles – e outros tantos tricolores de estirpe – parecem afastados do dia a dia do Fluminense F.C.
Por que será?
A pretendida religação entre o clube e esses grandes tricolores só pode ser institucionalmente feita pelo Presidente do Fluminense F.C, Sr. Mário Bittencourt.
Não há espaço – muito menos tempo – para soberba!
É necessário que o Presidente do Fluminense F.C calce as sandálias da humildade, como diria o tricolor Nelson Rodrigues.
E ele pode começar pondo fim à última cizânia, ou seja, reconstituindo o triunvirato – Mário – Celso – Tenório – que tantas esperanças trouxe consigo.
Saudações tricolores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *