fbpx

Marcão explica substituição de Daniel no empate contra a Chapecoense

Foto: Celso Pupo/ Agência Estado

Quem estava no Maracanã teve dificuldades em entender o que pensava o técnico Marcão ao tirar Daniel, um dos melhores em campo, para entrada de Lucão. Gritos de “burro” foram ouvidos assim que o meia foi sacado para entrada do atacante. Uma substituição ofensiva na teoria, mas que na prática destruiu a criação do time. Questionado sobre a saída de Daniel, o treinador aproveitou para explicar as saídas do meia e de Marcos Paulo no decorrer do segundo tempo.

Marcão: Optamos pela saída desses jogadores (Daniel e Marcos Paulo) para dar uma oxigenada mesmo, colocar mais um homem de área (Lucão), já que a equipe Chapecoense estava trabalhando no último terço do campo. Colocar homem de área já que chegávamos bastante pelos lados. (Ganso) para dar aquele último passe, para furar as linhas. Mas, infelizmente, mesmo tendo 26 finalizações, 68% de posse de bola, não conseguimos resumir em gols. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top