fbpx

Em coletiva, Celso Barros assume demissão de Diniz: “Talvez tivesse tirado logo que assumi”

Foto: Divulgação

Em coletiva concedida na tarde desta sexta-feira em sua casa, o vice geral do Fluminense abordou vários assuntos, entre eles, a demissão do técnico Fernando Diniz.

– Então, eu teria tirado o Diniz antes. Pois ele tinha a história no Athletico-PR, de campanha na zona do rebaixamento. A gente estava em 16º, jogava lindamente e perdia. Todo mundo lembra da nossa virada contra o Grêmio, mas, amigo, levamos 3 a 0 parecendo um time de futsal. Eu talvez tivesse tirado logo ao assumir, mas sabia que ele tinha boa relação com os jogadores. Quando assumi, me perguntaram se eu daria tempo ao treinador. Ele teve. Desde o começo do ano. Com todo o respeito, ficamos em quarto no Carioca, atrás do Bangu. Quando entramos, o Fluminense, com o Diniz, era 16º. E caiu para 18º no Brasileiro – disse Celso Barros.

Vale destacar que com a nova diretoria Diniz esteve por nove jogos a frente da equipe: sete pelo Campeonato Brasileiro e dois pela Copa Sul-Americana. Foram três vitórias, duas pela Sul-Americana e uma pelo Brasileirão, dois empates e quatro derrotas.

O ponto final no trabalho veio após a derrota de 1 a 0 para o CSA, em pleno Maracanã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top