fbpx

Odair prega respeito ao técnico Marcão

Em férias no Rio de janeiro, Odair se manifesta quanto as especulações.

O técnico Odair Hellmann, demitido do Internacional no começo de outubro, e, especulado nas Laranjeiras, negou qualquer contato por parte do Tricolor de Laranjeiras.

Enquanto aguarda a definição do seu futuro, Odair conversou com a reportagem do GloboEsporte.com na sexta-feira.

“Não chegou nada. Eu, como profissional, preciso respeitar todos. Farei isso sempre. Fluminense tem um treinador, que é o Marcão. Jogamos juntos e fomos campeões na Série C , de quem foi companheiro de clube em 1999. Marcão é ídolo da torcida, recebeu oportunidade de ser efetivado como eu recebi

disse:

“Então, tem de respeitar quem está no cargo da mesma forma que eu gostaria que me respeitem quando eu estiver trabalhado. Não houve nenhuma situação. E, se houvesse algum contato, não levaria adiante pois não seria o momento. Não existe a mínima possibilidade, não converso (com clube) com técnico no cargo. Além disso, não aconteceu.”

Odair recordou o período em que defendeu o Fluminense, na disputa e conquista da Série B em 1999. Com Marcão como companheiro de time .

  • Foi um momento difícil e histórico. Imagina um clube gigante e com história linda como o Fluminense cair para a Série C. Me lembro que o Parreira assumiu, com toda a comissão que foi campeã do mundo em 1994. O presidente era Francisco Horta. A gente sabia que tinha de ser campeão para colocar o Fluminense o mais rápido possível no seu devido lugar. Me lembro ainda de dificuldades financeiras e estruturais. Agora o clube tem um CT, o que acho importante. Então, é sempre um momento difícil. Naquela época, em 1999, a gente conseguiu rapidamente dar uma resposta. Foi emblemático. Era muita pressão em todos os jogos. Surgiu o Roger, tinha o Marco Brito, Bruno Reis, Roni, Magno Alves… era essa a turma. Foi um resgate do Fluminense. Eu me lembro que as coisas sempre foram muito claras e transparentes. Falavam que poderiam pagar tanto e cumpriam. As coisas andaram bem – recordou o técnico.

Odair passando alguns dias de férias no Rio, não esquece da época, em que via Marcão se destacar como referência no Fluminense:

  • O Marcão veio do Bangu e se transformou em ídolo da torcida. A gente era da mesma posição. Ele virou ídolo por merecimento, afinal, jogou muito e fez história. Esse respeito que o torcedor tem por ele é merecido. Ele, dentro do campo, representou muito bem. Sempre deu a vida. A nossa relação sempre foi boa, claro, agora faz muito tempo que a gente não se fala.

Finalizando , que um dia pretende fixar residência no Rio de Janeiro.

Fonte GloboEsporte.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top