fbpx

Mário exalta trabalho de Marcão e comissão técnica à frente do Fluminense: “Terminamos com dignidade”

Foi vencendo o Corinthians por 2 a 1, em Itaquera, que o Fluminense encerrou sua participação no Campeonato Brasileiro de 2019. Livre do rebaixamento desde a 36ª rodada, o Tricolor ficou na 14ª colocação, com 46 pontos, carimbando vaga na Sul-Americana. 

Em rede social, o presidente Mário Bittencourt, que assumiu o poder em meados de junho, agradeceu Marcão e sua comissão técnica pelo trabalho à frente da equipe. O ex-volante começou como auxiliar e, depois das demissões de Fernando Diniz e Oswaldo de Oliveira, ganhou o cargo de treinador principal, no fim de setembro. Na próxima temporada, retorna ao posto de assistente. A previsão é de que a busca pelo novo comandante seja iniciada a partir do fim do Brasileirão.

— Meu agradecimento ao Marcão pelo ótimo trabalho que fez nestes 17 jogos do campeonato brasileiro. Foram 53% de aproveitamento com 27 pontos conquistados dos 46 que fizemos em toda a competição. Após o jogo de hoje e a grande vitória sobre o Corinthians, conquistamos a vaga na Copa Sul-Americana de 2020. Diante de um ano com enormes dificuldades, terminamos com dignidade. O Fluminense merece muito mais e vamos trabalhar para isso, com criatividade e ousadia. Marcão sempre amou o Fluminense e desde os tempos de jogador deu seu suor e seu sangue pelas nossas cores. Agora, como treinador, não foi diferente. Meu muito obrigado novamente a ele por estar sempre a disposição do nosso clube. Saudações Tricolores — escreveu Mário em um dos posts.

— Meus sinceros agradecimentos também a toda comissão técnica. Mesmo com todas as dificuldades vividas na temporada, mantiveram o profissionalismo e o foco em reverter a situação. Meu muito obrigado, Ailton Ferraz, Gabriel Oliveira, Marcos Seixas, André Carvalho, Daniel Cerqueira e Marcão pela luta e empenho. Obrigado também a todos os profissionais do departamento de Futebol pelo trabalho e pela luta diária — continuou numa segunda publicação.

Saudações Tricolores,
Nicholas Rodrigues.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top