fbpx

“Crias de Xerém” são destaque no Flu

Nas três primeiras rodadas do Campeonato Carioca, Odair Hellmann se viu obrigado a utilizar alguns “moleques de Xerém” por conta de lesões, falta de regularização, logística de pré-temporada e até disputa do Pré-Olímpico.

E até aqui, eles não só corresponderam, como também superaram as expectativas. Do técnico e da torcida.

Além de nomes já conhecidos pelos tricolores, como o goleiro Marcos Felipe e os atacantes Matheus Alessandro e Pablo Dyego, Odair testou Gabriel Capixaba, Lucas Barcelos, Matheus Pato e Miguel neste início de ano. O destaque principal, até agora, é também o mais jovem: Miguelzinho, de apenas 16 anos. Mesmo utilizando vários jogadores experientes, a média de idade do time com a molecada nos três primeiro jogos foi de 25,5 anos.

– O Odair chegou com um conceito de utilizar todos, tanto o pessoal do sub-23, a base e os que estavam no profissional. Até nos treinamentos, tem treinador que coloca um grupo à parte, ele não, usa todos os jogadores. Isso é legal. Vai ser uma briga sadia com os que já estavam no profissional. São jogadores com muita qualidade, mas a gente está ali para buscar o nosso espaço –disse Capixaba.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top