fbpx

“Eu Nasci, há 10 mil anos atrás ” opinião Rodrigo Amaral


Na era das arenas e da elitização do Futebol nos deparamos com um cenário pitoresco e que nos remete à decada de 50 e nada mais popular do que o estadio Proletário Guilherme da Silveira e proletário é o nome mais adequado, afinal o famoso esporte Bretão é popular, é do trabalhador e o estadio “Raiz” nos enche de orgulho, resgata a alma, rejuvenece, nos faz sentir verdadeiros torcedores e não intectuais do mundo do futebol, nos faz ter sentimento,, ver o Alan jogando foi uma coisa linda, como jogou esse guerreiro, te enganei, aquele que você pensou está no galo mineiro, me refiro ao Alambrado, onde crianças, mulheres, idoso e todo tipo de manifestação popular está, eles ali, olhando, se esbeirando nas grades, quase tocando em seus idolos, fungando no cangote do bandeira, jogando junto com o time.. Vi vendedores de Sacolé, eu vi churrasquinho sendo vendido na garagem de casa, Eu vi bandeiras confeccionadas no fundo do quintal serem vendidas como se fossem oficiais, eu vi, eu vi… que Raul Seixas me desculpe, mas eu vi a Moça Bonita ficar mais Bela usando o Grená, o verde e o branco numa harmonia tão perfeita que mais parecia um desfile de moda, mas não era, foi um verdadeiro Carnaval, torcida e time em perfeita harmonia, com a bateria cadenciada ao ritmo da emoção, do coração feliz pelo belo placar. Que venha quem vier, estamos vivos!

Por Rodrigo Amaral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top