fbpx

Fluminense cresce com opções no ataque, e Odair deve abandonar de vez esquema com três volantes

Foto: André Durão

A atuação diante do Botafogo foi com sobras a melhor do Fluminense na temporada. Coincidência ou não, essa foi a primeira vez que o time de Odair iniciou a partida com três atacantes de origem. Wellington Silva, Marcos Paulo e Evanilson parecem se completar e cria esperança na torcida tricolor.

A equipe de Odair chegou a receber críticas pela falta de criatividade e por ser previsível. A falta de opções ofensivas pesaram nas escalações anteriores, mas os atacantes lesionados se recuperaram, reforços chegaram e o Fluminense teve desempenho ofensivo impressionante no clássico contra o Botafogo.

A primeira etapa terminou com mais de 70% de posse de bola para o tricolor e as chances de gol apareceram. O 3×0 ficou barato para o Botafogo.

Wellington Silva, pedido de Odair, teve uma reestreia excelente e participou dos três gols do Fluminense. Marcos Paulo perdeu algumas chances, mas mostrou muita técnica na jogada do terceiro gol. Evanilson chegou a marcar um gol, mas o lance foi anulado por impedimento.

Rotulado como retranqueiro por insistir em jogar com três volantes no Internacional, Odair começava a sofrer críticas por utilizar a mesma estratégia no tricolor. A tendência agora é aprimorar e criar variações na equipe, mas a lógica é a continuidade do esquema com três atacantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top