fbpx

Após Digão sair machucado de última partida, Matheus Ferraz pode ser opção

Capitão sai machucado na vitória sobre o Botafogo-PB e vira dúvida para partida contra o Resende domingo, enquanto companheiro de posição se recupera de incômodo no joelho

O Fluminense fez 2 a 0 sobre o Botafogo-PB na noite de quarta-feira no Maracanã, pela Copa do Brasil (veja os melhores momentos no vídeo acima), e voltou a vencer sem sofrer gols. Mas terminou a partida com outro tipo de preocupação na defesa: Digão reclamou de dores na coxa esquerda, pediu para ser substituído no fim do jogo e virou dúvida para a partida contra o Resende domingo, de novo no Maracanã, pela segunda rodada da Taça Rio.

O zagueiro e capitão do time sentiu o músculo posterior da coxa e passará por exames para constatar a gravidade do problema. Ele será reavaliado na reapresentação do elenco na tarde desta quinta-feira, no CT Carlos Castilho. Na saída do Maracanã, Digão ainda se mostrou esperançoso para não virar desfalque e contou que pediu para sair para não correr o risco de agravar uma possível lesão:

– Deu uma embolada na posterior, em um lance que toquei a bola, mas preferi sair para não ser uma coisa mais grave. Vamos ver o que o doutor vai examinar para saber se vai dar para domingo.

Caso Digão seja vetado pelo departamento médico, o favorito para assumir a vaga é Matheus Ferraz. O zagueiro foi quem entrou no lugar do capitão nos minutos finais contra o Botafogo-PB e voltou a jogar depois de um mês. Nesse período, ele havia sentido um incômodo no joelho direito, operado após a lesão de ligamento em 2019, e vinha fazendo alguns trabalhos físicos à parte para fortalecer o local.

O desconforto ficou para trás, e Matheus Ferraz está novamente 100% e à disposição do técnico Odair Hellmann. Na saída do Maracanã, ele foi questionado sobre seu estado físico e garantiu não sentir mais nenhum problema no joelho. Sobre a concorrência por uma vaga de titular na equipe, reconheceu que seus companheiros estão bem e mostrou paciência para reconquistar seu espaço:

– Já (estou) sem dor nenhuma. É questão de momento do companheiro, a gente sabe respeitar o momento da equipe também, que vem bem. Mas eu estou me sentindo muito bem, cada dia melhor, é esperar o momento certo e me preparar. Tive a oportunidade hoje, se tiver no próximo jogo vou me preparar para ajudar a equipe.

FOTO: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top