fbpx

Clássico com portões fechados gera prejuízo de mais de R$ 200mil ao Fluminense

Fluminense e Vasco entraram em campo no último domingo (15) em partida válida pela terceira rodada da Taça Rio. Apesar do mando de campo ter sido do Vasco, o Fluminense saiu com a maior parte do prejuízo, 88% da dívida.

Segundo o site Globoesporte.com, o Fluminense ficou com a maior parte das despesas por ter mantido o jogo no Maracanã. Ainda segundo o site, ao saber que o jogo seria com portões fechados (medida preventiva contra a disseminação do Coronavírus), o Vasco sugeriu realizar o jogo em São Januário, o Fluminense, pego de surpresa às vésperas da partida, se comprometeu em assumir a maior parte das despesas para a programação ser mantida no maior do mundo.

Mantida no Maracanã, o borderô da partida, divulgado pela Ferj, apontou para um custo de R$ 235.589,42. Como o jogo foi sem público, o valor virou saldo negativo as duas equipes, com o Fluminense no entanto arcando com a maior parte: R$ 207.966,28 das despesas, isto é, 88% do valor, 7,5 vezes a mais do que os R$ 27.623,14 (12%) que ficaram para o Vasco pagar. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top