fbpx

Especialistas do clube orientam atletas durante o período de recolhimento


FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

O Fluminense suspendeu todas as suas atividades para proteger seus funcionários e os jogadores da pandemia do Coronavírus. A preocupação do clube com o elenco durante o período é enorme e para garantir que nada ruim aconteça, especialistas do futebol profissional criaram uma série de orientações para ajudar durante este tempo em casa.

A preparação física disponibilizou uma série diária de exercícios que os jogadores deveram seguir a risca para manter a boa forma, além de se manter disponivel a consultas remotas via telefone ou videoconferência para aqueles que assim desejarem.

Marcos Seixas, o preparado físico do clube falou um pouco sobre a situação.

— A comissão técnica do Fluminense entendeu que é muito importante para os atletas do clube permanecer ativo enquanto estão em isolamento do Covid-19. A gente entende que um período muito grande de pausa, poderia gerar um processo de destreinamento dos atletas, que poderia levar a um déficit de perda de desempenho quando ocorre-se o retorno as atividades.

A nutricionista do clube, Renata Faro, também já deu instruções de hábitos alimentares, para evitar problemas futuros.

— enviamos hoje orientações nutricionais pro período de recesso com dois objetivos: Um de manutenção e composição corporal, e o outro sendo de orientações para melhorar a imunidade dos nossos atletas. O primeiro serve para os atletas que ganham ou perdem peso fácil, para manter orientações especificas que eles já haviam recebido antes. Enquanto a de imunidade, recomendamos que eles comam coisas com a vitamina C, A, E, que fortalecem o sistema imunológico.

A psicologia do Tricolor também encaminhou aos jogadores algumas recomendações e se colocou a disposição, como explica a psicóloga Emily Gonçalves.

— Ficar muito focado em um assunto que pode gerar muita preocupação pode ser causa de ansiedade, principalmente para atletas que estão longe de seus familiares. Então recomendamos algumas coisas em relação a isso, de se informarem, mas não ficarem impregnados pelo assunto, assim como pela distância do trabalho. Fazer coisas que gostam também é uma recomendação, mas, nesse caso, atividades que não desobedeçam a cartilha de saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top