Dívida de clubes com a União será suspensa por 90 dias

Devido à crise causada pela pandemia do novo coronavírus, a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) suspendeu pelos próximos 90 dias os atos de cobrança da dívida ativa da União. A adequação vale, também para os clubes, atualmente 26 times das Séries A e B do Brasileiro possuem débitos tributários e previdenciários com a instituição.

A medida passou a valer no dia 16 de março e serão mantidas enquanto perdurar o estado de calamidade pública no páis, sendo passível de novas alterações a depender da evolução do quadro do COVID-19.

Segundo o órgão, o objetivo é viabilizar a superação da crise financeira, levando em conta os efeitos da pandemia sobre as condições de pagamento dos contribuintes. No caso dos clubes, com a paralisação das competições nacionais, regionais e estaduais, perde-se a receita de bilheteria dos estádios durante este período. Além de que a negociação por patrocinadores se torna mais difícil.

Ranking dos 9 primeiros em dívidas com a União (em R$):

1 – 261.6 milhões – Cruzeiro (Série B)
2 – 150.4 milhões – Guarani-SP (Série B)
3 – 87.6 milhões – Vasco (Série A)
4 – 78.8 milhões – Náutico (Série B)
5 – 62.1 milhões – Sport (Série A)
6 – 32 milhões – Corinthians (Série A)
7 – 29.9 milhões – Figueirense (Série B)
8 – 23.8 milhões – Botafogo (Série A)
9 – 23.2 milhões – Fluminense (Série A)

Fonte: Explosão Tricolor

Sobre o autor