fbpx

Fluminense é condenado pela Justiça por ação de argentino que atuou apenas duas vezes pelo clube

Foto: Mailson Santana / FFC

O Fluminense sofreu uma derrota no Tribunal Regional do Trabalho da 1° Região do Rio de Janeiro em ação movida pelo argentino Claudio Aquino, que atuou pelo tricolor em 2016 e hoje defende o Cerro Porteño, do Paraguai. A decisão foi divulgada na última sexta-feira pela juíza Cristina Almeida de Oliveira, da 31° Vara do Trabalho.

O atleta entrou com a ação em janeiro de 2019 cobrando o valor de R$ 1.260.077,15. A magistrada não acatou todos os pedidos do argentino. O valor da indenização será definido posteriormente.

As partes podem recorrer da decisão. Por conta da pandemia do novo coronavírus, os prazos estão suspensos. O Fluminense deve se manifestar sobre o assunto assim que retornar às atividades.

Claudio Aquino chegou ao Fluminense por em empréstimo de um ano, vindo do Independiente, da Argentina, em julho de 2016, ainda na gestão Peter Siemsen. Atuou apenas duas vezes pelo clube e não deixou saudades.

One Reply to “Fluminense é condenado pela Justiça por ação de argentino que atuou apenas duas vezes pelo clube”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top