Flu pede suspensão de penhoras na justiça durante paralisação

Com as atividades interrompidas, por causa da pandemia de coronavírus, o Tricolor entrou com uma ação na justiça, pedindo a suspensão de uma penhora por seis meses sob o argumento de o argumento de destinar a verba para o pagamento de salários, planos de saúde e alimentação dos funcionários com o clube comprometendo a comprovar essa utilização.

Flu espera poder utilizar o valor já penhorado de R$
R$ 3.039.941,64. Caso seja autorizado pela justiça clube terá uma quantia que equivale a praticamente um mês de sua folha salarial no futebol, que gira em torno de R$ 3,5 milhões.

Essa penhora é referente a utilização de um imóvel, alugado pelo clube em 1990 para servir de alojamento a jogadores que viessem de fora. Além de alugueis atrasados o Flu deixou de pagar o IPTU de abril de 2002 a fevereiro de 2007. Em 2018 a Justiça determinou o bloqueio de parte de suas receitas de transmissão até completar a execução total, que era de R$ 3,2 milhões em 2017.

A diretoria tricolor tentará o mesmo em outros processos, mas a prioridade são as penhoras sobre as receitas de transmissão, principal fonte de renda do clube atualmente.

Fonte: Globoesporte.com

Sobre o autor