Fluminense pode enfrentar grande problema caso Brasileirão se alongue até 2021

Devido a paralisação do futebol brasileiro por conta da pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19) uma das alternativas é prolongar o calendário 2020, estendendo até 2021.

Caso isso acontece, o Fluminense pode enfrentar grandes problemas, pois boa parte do elenco atual tem contrato se encerrando no final de 2020.

Só no Fluminense, nove jogadores estão nessa situação, entre eles o principal nome do time até a paralisação, o meia Nenê, artilheiro da equipe no ano, com nove gols e duas assistências em 13 jogos disputados.

Além de Nenê, os outros nomes são: Caio Paulista (emprestado pela Tombense), Felippe Cardoso (emprestado pelo Santos), Henrique (emprestado pelo Cruzeiro), Hudson (emprestado pelo São Paulo), Luccas Claro, Dodi, Matheus Alessandro e Orinho.

Além dos profissionais, o Fluminense também vive situação parecida no sub-23, projeto que o clube montou para esse ano visando dar mais tempo de maturação aos jogadores recém-promovidos da base e que não encontram espaço imediato no elenco principal. Na categoria, que permite até quatro jogadores acima da idade limite, oito atletas também ficarão sem contrato no fim de dezembro.

São eles: os zagueiros Daniel (20 anos) e Higor (20); o lateral-direito Diogo (22); os meias Gabriel Capixaba (22) e Matheus Cassini (24); e os atacantes Christian (20), Lucas Barcelos (21) e Matheus Pato (24).

Sobre o autor