fbpx

Federação, clubes e até políticos, divergem sobre volta do futebol

O Brasil segue em estado de isolamento devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). No entanto, não é nenhuma novidade que governantes já forçam uma volta as atividades e até mesmo do futebol.

No cenário atual, o governo federal por meio da figura do presidente Jair Bolsonaro, é favorável a volta das atividades já em maio, assim como Ferj, Flamengo e Vasco.

Por sua vez, o governo estadual se mantém firme na cautela na volta das atividades e têm como “aliado” a CBF, além de Fluminense e Botafogo.

Contudo, a briga pela volta das atividades segue forte, inclusive com empresas que patrocinam as competições ameaçando tirar o time de campo. Interlocutores do presidente também forçam uma volta das atividades, pois enxergam que o futebol pode servir como exemplo de que a reabertura gradual da economia pode dar certo. Ele, inclusive, sugeriu Brasília para a continuidade do Campeonato Carioca.

Em meio as pressões, a CBF já indica uma possível volta dos treinos em maio, o que no entanto, depende da autorização dos governos. No Rio, inclusive, Flamengo e Vasco já articulam nos bastidores uma maneira de sensibilizar o governador Wilson Witzel para liberação das atividades.

Fluminense e Botafogo seguem a mesma linha e contam com o apoio da CBF, que não vêem condições de determinar qualquer data para o retorno das atividades.

Depois das férias, o Fluminense já anunciou a volta do seu elenco ao trabalho, no entanto, de forma individual para cada atleta que terão treinos específicos de forma remota, de casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top