fbpx

Fluminense mantém treinos durante isolamento

O Fluminense retornou das férias nesta sexta-feira (01/05) e iniciou os treinos, durante o isolamento promovido pela pandemia do novo coronavírus. O uso da tecnologia dá o tom do retorno, com treinos diários por videoconferência, sempre pela manhã, com todo o elenco e comissão técnica. Atletas foram ao CT, separadamente, e retiraram os novos uniformes e equipamentos de acordo com a necessidade de cada um, em esquema de drive-thru. Até bicicletas ergométricas ficaram à disposição do elenco.

Diante dos novos desafios, o Tricolor tomou diversas medidas desde a partida contra o Vasco, pela Taça Rio. De imediato já foram disponibilizados os equipamentos para a manutenção do preparo físico. Na sequência, a diretoria abriu mão de 15% do salário para ajudar o clube na manutenção dos demais colaboradores. Os jogadores também foram solidários. Nas conversas com os atletas, o presidente sempre se manifestou na direção do seguimento das orientações das autoridades quanto ao isolamento social, mantendo a segurança de atletas e funcionários.

A preparação física e a fisiologia resolveram fazer os treinamentos online, com todo o elenco simultaneamente, por vídeoconferência e uso de fones de ouvido bluetooth, para que os atletas possam acompanhar as orientações dos professores Marcos Seixas e Juliano Spineti enquanto realizam a atividade. Durante as sessões são apresentados os exercícios, em vídeo pré-produzido, e dadas as orientações prévias para a execução. Sempre com a presença de um médico, da nutricionista, da psicóloga e do treinador Odair Hellmann.

Na manhã desta terça-feira (05/05), Odair abriu o treino com um depoimento aos jogadores.

Para o preparador físico Marcos Seixas, explica como foi a implementação do recurso. “O processo de montagem dessa intertemporada virtual do Fluminense se iniciou com a ideia dos departamentos de fisiologia e preparação física do clube de montar protocolos, slides e exercícios para a gente passar para os atletas realizarem em casa. Essa ideia surgiu no início das férias dos atletas. Os departamentos se reuniram e, em conjunto, gravaram uma centena de exercícios individuais. Exercícios de core, de mobilidade, para pernas, para membros superiores, físico-técnico com bola em espaço reduzido. Todas essas atividades podem ser realizadas em casa, aumentando o leque de atividades que os atletas podem realizar neste período de quarentena”, disse.

“Com a chegada do fim das férias, pensamos em uma outra possibilidade. Já que os atletas precisariam retornar e treinar, mas não de maneira presencial, por que não a gente apresentar esses exercícios para todos eles ao mesmo tempo? Então, durante uma semana, testamos, utilizamos a comissão técnica como cobaia – eles nos ajudaram no treinamento desta ferramenta virtual porque ela tem muitos recursos – e ensaiamos isso até a apresentação dos atletas”, continuou Seixas.

“Estamos muito satisfeitos com o retorno que estamos tendo. Todos os atletas estão presentes nas sessões e já estão fazendo com um belo desenvolvimento todos os exercícios que temos proposto”, concluiu o preparador físico.

O fisiologista Juliano Spineti ressaltou a importância da inclusão de todos os departamentos na atividade. “Nós adaptamos essa ferramenta de videoconferência com os vídeos e fizemos um “centro de treinamento virtual”. Conseguimos, no dia a dia, ter contato com os atletas, entender como está sendo a execução. A equipe de preparação física e fisiologia ficam em tempo real corrigindo e motivando. Temos sempre um médico atento e que pode intervir em qualquer situação. Basicamente, fizemos um CT virtual, multidisciplinar. A psicóloga está de olho em cada atleta, em quem está tendo uma aderência melhor ou não. A ideia foi aproximar, mesmo que virtualmente, o contato com o atleta, ter uma interação com eles durante o treino e conseguir aplicar cargas mais específicas, mesmo que a distância, com exercícios funcionais e próximos da exigência física que os atletas têm durante o jogo”, falou.

Os treinamentos aeróbicos são recomendados pela preparação, com o planejamento explicado na sessão online, mas são executados de forma independente, sem o uso da plataforma de vídeo. Diariamente, os atletas respondem o questionário de bem-estar e dão feedback das atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top