fbpx

Tricolores relembram sensação no momento do Gol de Barriga

Onde você estava no dia 25 de junho de 1995? Todo torcedor do Fluminense que viveu esse dia lembra de cada detalhe daquela decisão inesquecível. A vitória por 3 a 2 sobre o Flamengo, que deu o 29º título carioca ao Tricolor, é atração neste domingo (17), às 14h (de Brasília), na Band.

E, para esta partida, o Fluminense preparou uma ação – parte da comemoração dos 25 anos deste título – com venda simbólica de ingressos para este jogo (R$ 3,50 para sócios e R$ 7,00 para não-sócios). Toda a renda será revertida para a compra de cestas básicas aos funcionários do clube.

Antes de reviver este momento na TV, é hora de reviver na memória. Quatro tricolores presentes no estádio no dia contam qual foi o sentimento no momento em que viram aquela bola chutada cruzada pelo Aílton desviar na barriga de Renato Gaúcho e estufar a rede.

Luis Cesar Horta de Castro, 51 anos
Eu estava presente, ansioso para poder gritar “é campeão” in loco mais uma vez. Estive na arquibancada nos dois anos anteriores quando ficamos com o vice. Eu torcia muito para que a gente quebrasse nosso jejum. E quando aquela bola entrou a sensação que eu tive foi um misto de incredulidade inicial e, como disse o próprio Renato Gaúcho, misturado com um orgasmo. No final do jogo, eu estava todo molhado por ter rolado na arquibancada – choveu muito aquele dia -, mas com uma sensação de alívio pelo fim daquele período ingrato de espera.

Marcelo Antunes, 39 anos
Fugi de casa dois dias antes para ir ao jogo escondido. Fiquei nas cadeiras, no meio da torcida deles. Quase não tinha tricolor perto de mim, só um cara que não torcia para nenhum dos dois times e havia levado a filha ao estádio. Quando sofremos o empate, fiquei desanimado. Porém, quando aquela bola entrou, eu, sinceramente, não acreditei. Não vi direito. Só acreditei de verdade quando esse cara que eu nem conhecia me pegou e jogou para o alto, comemorando comigo. Mesmo assim, a sensação ainda era de incredulidade, até o apito final. Foi o primeiro grande título da minha geração. Inesquecível.

Mitchell Galdino, 35 anos
Eu tinha 10 anos e estava começando a entender de futebol. Foi a minha primeira vez no Maracanã. Eu estava na geral, com um tio meu, e lembro de não conseguir ver direito os dois primeiros gols porque estava do lado oposto. Quando levamos o empate, meu tio quis ir embora, mas um senhor do meu lado falou para gente que se saísse um gol, o título era nosso. A gente foi para perto do corredor de saída da geral e o gol saiu. Lembro que veio um misto de felicidade com apreensão, fiquei meio que sem entender nada. Quando penso no que senti aquele dia fico muito emocionado. Um gol como esse transforma qualquer pessoa. Saí de lá sendo o torcedor que sou hoje. Eu não era tão próximo do futebol e de lá para cá, tudo mudou. Arrepia só de lembrar.

Nader Couri, 63 anos
Confesso que quando tomamos o empate e com um jogador a menos, fiquei desanimado. O jogo estava acabando e eu estava ficando sem esperanças. Foi quando veio aquele lance. A torcida levantou, vi o cruzamento do Aílton e a rede estufando. Por alguns segundos não acreditei. A ficha demorou para cair. Quando pensei em começar a pular, fui acertado por uma bandeira e arrancou o meu óculos. Todo mundo comemorando muito e eu procurando meus óculos, mas ao mesmo tempo chorando de emoção. Encontrei meus óculos, mas já não enxergava nada. Foi abraços, choro e tudo mais. O momento continua muito vivo na minha cabeça.

Assim como Luis Cesar, Marcelo, Mitchell e Nader, milhares de tricolores viveram aquele momento no Maracanã em 1995. Neste domingo (17/05), a ação feita pelo Fluminense proporciona a chance de quem esteve lá reviver este momento e, quem não esteve, participar de uma maneira diferente. Sócios podem fazer check-in normalmente pelo Portal do Sócio e não-sócios podem adquirir seu ingresso pelo site fluminensefc.futebolcard.com.


13 Replies to “Tricolores relembram sensação no momento do Gol de Barriga”

  1. Hi there, i read your blog from time to time and i own a similar one and i was just wondering
    if you get a lot of spam feedback? If so how do you reduce it,
    any plugin or anything you can recommend? I get so much lately it’s driving me crazy so any support is very much appreciated.

  2. Hey terrific website! Does running a blog similar to this
    take a large amount of work? I have absolutely
    no expertise in programming however I had been hoping to start my own blog soon. Anyways, should you have any suggestions or techniques for
    new blog owners please share. I know this is off
    subject nevertheless I just wanted to ask. Many thanks!

  3. Howdy! I could have sworn I’ve been to this website before but
    after browsing through some of the post I realized it’s new to me.

    Anyways, I’m definitely glad I found it and I’ll be book-marking and checking back often!

  4. Unquestionably consider that that you stated.
    Your favourite reason seemed to be at the web the simplest thing to
    be aware of. I say to you, I certainly get irked even as other
    folks think about concerns that they just do not understand about.
    You controlled to hit the nail upon the highest and also outlined out the whole thing without having side effect ,
    other people can take a signal. Will probably be back to get more.
    Thank you

  5. Heya i’m for the first time here. I found this board and I in finding It truly useful & it helped me
    out a lot. I am hoping to present something again and help others like you aided me.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top