Igor Julião compartilha com a gente “Futebol, quarentena e mais alguns pensamentos em voz alta”

Igor Julião, lateral-direito do Fluminense, de 25 anos, conhecido como uma pessoa politizada e que defende causas sociais importantes, como a homofobia, racismo, machismo, entre outras, postou hoje em seu Instagram um vídeo falando sobre a atual situação que estamos vivendo no Brasil com o Covid-19.

O vídeo começa com uma crítica ao governo em que Igor sempre se posicionou contra e logo depois fala sobre os 60 dias sem futebol e em como ele é grato ao esporte: “tudo que eu conquistei, tudo que eu conheci, até hoje, é graças ao futebol. O que mais me dá prazer no futebol são as sensações que a gente sente a cada jogo, a cada treino, a adrenalina. Aquela tristeza profunda quando a gente perde um jogo e a euforia, a alegria quando a gente ganha” – Disse o jogador.

Igor demonstrou o amor pelo futebol e pelo Fluminense, esporte e clube no qual se dedica desde pequeno. Contou sobre o que anda fazendo nessa quarentena. “Tô usando esse tempo para aproveitar a companhia da minha esposa, cozinhando, assistindo um filme, uma série.” E deixou uma dica de filme para todos: A Onda, um filme alemão que retrata um regime totalitário que pode não estar tão longe de uma sociedade quanto a gente pensa.

O jogador não se mostrou surpreso com a forma que o atual Presidente do Brasil está lidando com a pandemia, e se mostrou esperançoso quanto a sociedade para quando tudo isso passar: “ que a gente volte mais empáticos e dando valor as coisas que realmente importam como passar mais tempo com os amigos e a família”. E deixou uma indicação de leitura: de quanta a terra precisa de um homem, de Toistói.

Sobre o autor