fbpx

#Maracanã70 Fluminense homenageia dez maiores artilheiros no estádio

No último dia 15, o Maracanã completou 70 anos de existência. Em vista disso, Fluminense publicou a lista dos maiores artilheiros no estádio.

Confira:

10º – Manfrini e Rivellino – 41 gols
Abrindo o ranking, uma dupla da Máquina Tricolor. Com 41 gols no estádio, os meias Manfrini e Rivellino dividem a décima posição. O primeiro tem como momento mais marcante os dois gols marcados na decisão do Carioca de 1973, contra o Flamengo, torneio ele também conquistou o torneio em 1975, já pela Máquina e ao lado de Rivellino. O “Patada Atômica” fez história no Tricolor desde o seu primeiro jogo, quando marcou três vezes na sua estreia no Maracanã diante do Corinthians, seu ex-time. Ainda fez outros tentos históricos, como o do título da Taça Guanabara de 1975, aos 14 do segundo tempo da prorrogação e o “gol do elástico”, contra o Vasco.

9º – Escurinho – 43 gols
Considerado por muitos o maior ponta-esquerda de todos os tempos do Fluminense, Escurinho chegou ao Tricolor em 1954 e em 10 anos, fez 490 jogos (quarto na história do clube) e marcou 112 gols, sendo 43 deles no Maracanã. Conquistou dois Rio-SP (1957 e 1960) e dois Cariocas (1959 e 1964). Na conquista do Rio-SP de 1960, em uma goleada por 7 a 2 sobre o São Paulo, Escurinho marcou um golaço, considerado um dos mais bonitos da sua carreira.

8º – Washington (Casal 20) – 46 gols
Tri-campeão carioca (1983/84/85), campeão brasileiro (1984) e nono maior artilheiro da história do Fluminense. Esses são apenas alguns feitos de Washington com a camisa tricolor. Parte do Casal 20, fez história no clube ao lado de seu eterno companheiro Assis. Como esquecer golaços que marcou no Maracanã, como o voleio contra o Flamengo e a sequência de dribles contra o Vasco?

7º – Fred – 50 gols
“O Fred vai te pegar”. Todo Tricolor conhece esse grito e já cantou alguma vez, seja em casa, seja no Maracanã. O atacante, que voltou ao Fluminense em 2020, é o sétimo maior artilheiro da história do clube no Maracanã, com 50 gols marcados. Entre eles, os dois de sua estreia contra o Macaé, e duas pinturas: a chapada de fora da área contra o Vitória, em 2009, e o voleio contra o Botafogo, em 2010.

6º – Gil – 52 gols
O “Búfalo” Gil, como era conhecido, foi uma das principais engrenagens da Máquina Tricolor. O ponta-direita era uma força da natureza dentro de campo, aliando força, velocidade e habilidade. Marcou 52 dos seus 75 gols com a camisa tricolor no Maracanã. Em um dos seus maiores jogos pelo Flu, marcou três vezes na goleada por 5 a 1 sobre o Vasco, pelo Carioca de 1974.

5º – Magno Alves – 60 gols
Xodó da torcida tricolor no início dos anos 2000, o “Magnata” brilhou muito em duas passagens vestindo as três cores que traduzem tradição. Dentre seus 124 gols pelo Fluminense, Magno Alves marcou quase metade deles no Maracanã – 60. Em seu momento mais marcante, uma noite inesquecível contra o Santa Cruz pelo Brasileiro de 2000, quando marcou nada menos do que cinco vezes na vitória por 6 a 1. “Ah, Magno Alves!”

4º – Flávio – 61 gols
Conhecido como o “Minuano”, uma referência ao vento característico do Rio Grande do Sul, seu estado natal, Flávio veio para o Fluminense em 1969 para fazer história. Em três anos, conquistou dois Cariocas (1969 e 1971) e um Brasileiro (1970). Dentre estes títulos, se destacou na decisão de 1969, quando marcou o gol da vitória por 3 a 2 sobre o Flamengo, na reta final da partida, em um Maracanã abarrotado com mais de 170 mil pessoas.

3º – Lula – 65 gols
O pernambucano Lula era um ponta-esquerda clássico. Aliando habilidade, velocidade e visão de jogo, era um mestre dos cruzamentos. Apesar de se destacar por suas assistências, também colocava suas bolas na rede. Não à toa é o terceiro desta lista, com 65 gols no Maracanã, entre eles um inesquecível: o gol do título carioca em 1971, em uma decisão eletrizante contra o Botafogo.

2º – Telê – 66 gols
Por apenas um gol de diferença, Telê ficou com a segunda colocação na lista. Franzino, mas muito rápido, ganhou o apelido de “Fio de Esperança”. Telê se tornou um dos maiores ídolos da história do Fluminense por sua dedicação e conquistas. Fez mais de 500 jogos em dez anos, marcando 164 vezes – quinto maior artilheiro da história do Tricolor -, sendo 66 destes no Maracanã. Neste período, conquistou dois cariocas (1951 e 1959), dois Rio-SP (1957 e 1960) e o inesquecível título Mundial de 1952. Na campanha, Telê deixou sua marca uma vez, abrindo o caminho da vitória por 5 a 2 sobre o Áustria Viena-AUT.

1º – Waldo – 94 gols
O maior artilheiro do Fluminense no Maracanã não poderia ser outro: Waldo. Ninguém fez mais gols vestindo a camisa tricolor do que ele. Dos 319 marcados pelo Flu entre 1954 e 1961, 94 foram no Maracanã. Pelo clube, conquistou o Carioca de 1959 e os Rio-SP de 1957 e 1960 – sendo artilheiro das duas conquistas. Centroavante de estilo sério, era muito oportunista e dificilmente desperdiçava chances. Dentre seus 94 gols, muitos marcantes, como o gol do título do Rio-SP de 1960, contra o Palmeiras e os três marcados em uma virada (3 a 2) inesquecível contra o Vasco, pelo mesmo torneio.

Ranking dos maiores artilheiros do Fluminense na história do Maracanã:

1º Waldo – 94 gols
2º Tele – 66 gols
3º Lula – 65 gols
4º Flávio – 61 gols
5º Magno Alves – 60 gols
6º Gil – 52 gols
7º Fred – 50 gols
8º Washington (casal 20) – 46 gols
9º Escurinho – 43 gols
10º Manfrini e Rivellino – 41 gols

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top