Fluminense pode sofrer penhora de quase R$2 milhões relativo ao caso Gerson

O Fluminense pode sofre um duro golpe nas arrecadações do clube. Isso porque, a empresa Davi Macedo Representações Comerciais entrou com recurso na Vigésima Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) no último final de semana, pedindo uma penhora de R$ 1.985.447,20 em relação aos direitos de transmissão dos jogos da equipe junto ao Grupo Globo.

O processo já se arrasta desde 2017, quando o Fluminense não cumpriu um acordo que já havia sido descumprido anteriormente com a referida empresa, que cobra a dívida do Tricolor sobre a venda de Gerson, hoje no Flamengo, para a Roma, da Itália, em 2016.

Em abril deste ano, a empresa já havia tentado a penhora contra o clube das Laranjeiras em mãos de terceiros – crédito do Grupo Globo para o clube, o que foi negado pela juíza Virgínia Lúcia Lima da Silva, da 30ª Vara Cível do TJRJ, afirmando na ocasião que era prematura a penhora imediata sobre os direitos de TV do Campeonato Brasileiro, já que a empresa não havia tentado outro tipo de penhora menos onerosa primeiramente. A empresa entende agora ser possível a penhora nos direitos de transmissão.

Ainda neste fim de semana, a desembargadora Regina Lúcia Passos, relatora do recurso da empresa contra o Fluminense em segunda instância, também já se manifestou sobre o caso, dando ao clube o prazo para se defender antes de tomar uma decisão.

Foto em destaque: Divulgação/FFC

Fonte: Esporte News Mundo

Sobre o autor