fbpx

” CARTA AO PRESIDENTE MÁRIO BITTENCOURT” por Antonio Gonzalez – Voz do Sócio Tricolor

Prezado Mário

Antes de mais nada cabe felicitá-lo pela conquista da Taça Rio. Mais do que isso, pela escolha pela postura correta pelo Fluminense. Como TRICOLOR DE VERDADE agradeço.

A noite de ontem foi mágica, especial, mística acima de tudo, o peso da nossa camisa é inconfundível. Nós, os TRICOLORES DE VERDADE, sabemos do quanto as nossas cores são capazes.

Mas o que prometia ser uma manhã de quinta-feira tranquila, desfrutando de ter colocando a (com perdão do palavrão) mulambada no seu devido lugar, infelizmente se transformou em algo azedo ao receber o print de uma conversa de um tal grupelho (sim, grupelho em razão das suas primícias anti futebol do Fluminense) de Whatsapp chamado “Tênis Fluminense”.

Entenda Sr. Presidente que não foi apenas um print e sim 79 mensagens (me dei ao trabalho de contar) contendo o mesmo print.

TODAS COM INDIGNAÇÃO. Todas enviadas por TRICOLORES DE VERDADE com questionamentos de fundo: “O que você acha disso Gonzalez? Você vai ficar calado? O que o Mário vai fazer?”…

Posso discordar em muitos momentos Sr. Presidente da sua forma de gerir o clube. Faz parte e é benéfico para o Fluminense por uma simples razão: tenho certeza que, assim como eu, o Mário Bittencourt quer o melhor para o Fluminense.

Isso é uma coisa!

A outra coisa é aceitar calado que O SUCESSO DO FUTEBOL INCOMODE AO DEPARTAMENTO DE TÊNIS em virtude da presença de torcedores de outras agremiações como sócios do clube (mulambos em sua grande maioria).

O fato de que um TRICOLOR DE VERDADE como o Alfredo Bokel ser advertido por ter divulgado fotos da conquista do Fluminense nesse grupelho (sim, grupelho em razão das suas primícias anti futebol do Fluminense) de Whatsapp chamado “Tênis Fluminense”.

E o pior? Feitas por um Diretor do clube, o Nilton Gibaldi. Para nada vou me expor e falar do caráter desse cidadão. É fato a animosidade que existe contra ele por grande parte dos sócios TRICOLORES DE VERDADE que frequentam Álvaro Chaves, 41. Não somente associados, mas funcionários.

Mas a questão vai além Sr. Presidente…

Por que razão aos Esportes Olímpicos incomodam o sucesso do futebol do Fluminense?

Não crê o Sr. Presidente que já passou da hora de romper o elo com esse grupo que só significa gastos exagerados, pouquíssima receita, nepotismo, falta de isonomia curricular, empreguismo de parentes. Se a isso somarmos que o sucesso (como comprova o print) do futebol do Fluminense não pode ser comemorado fica impossível qualquer tipo de relação com esse tipo de pessoas, de feudos.

O sócio Alfredo Bokel que é TRICOLOR DE VERDADE foi ofendido na sua essência de torcedor: afinal de contas torcemos para o Fluminense por causa do futebol. E não por causa desse PING PONG jogado com essa bola de feltro que tem uma curta vida útil. Simples assim.

E o Alfredo Bokel ainda conseguiu ser cordial depois dessa vexaminosa situação a que foi exposto pelo Diretor de Tênis do Fluminense:

“é com extremo pesar que eu leio o q vc escreveu pra mim. É inacreditável que um torcedor do Fluminense seja repreendido por postar imagens do título do Fluminense no grupo do tênis do Fluminense. Não ofendi ninguém, não escrevi nada, foram apenas imagens. Certamente, nada parecido com essa sua atitude aconteceria no grupo de qq modalidade de nenhum outro clube desta cidade. Fiz questão de encaminhar um print da sua mensagem pra diversos grupos de tricolores, com sócios, conselheiros e apoiadores da atual diretoria q vc ajudou a eleger. Certamente, vai chegar até o conhecimento do Mario. E, claro, recebi um sem número de mensagens pedindo pra eu mandar vc pra vários lugares, que a educação que eu tenho não me permite. Grande abraço”.

Mas a coisa piora ainda nas posteriores palavras do Diretor de Tênis, Nilton Gibaldi:
“Inacreditável digo eu com sua atitude!! Pode chegar no presidente sem problemas. Essa é uma regra do grupo, só tênis olha a descrição, como vc teve essa atitude de me expor, também faço o mesmo. Sinta-se advertido.
Outra , também sou conselheiro e já há 04 gestões .
Abrax”

E eu pergunto: advertido de que?

Quem pensa o Nilton Gibaldi que é? Que papo é esse de “sinta-se advertido”?

Enquanto o Fluminense luta contra as forças do mal e declara TODOS OS DIAS o quão importante é a ASSOCIAÇÃO EM MASSA DA NOSSA TORCIDA, vemos o Nilton Gibaldi, que representa os Esportes Olímpicos, se portando, atuando como dono do clube, VALORIZANDO OS MULAMBOS E ADJUNTOS DE TURNO.

Ora Presidente, não cometa o erro do seu antecessor Pedro Abad que preferiu abaixar as calças para os Esportes Olimpicos em prol de um conforto e de uma estabilidade política, abrindo mão das mudanças exigidas que nos levariam aos mais modernos e avançados conceitos de gestão desenhados pela Ernst & Young e pelo ex-Vice Presidente de Governança, Sandor Hagen, com uma trajetória de muito sucesso depois de décadas dedicados à Coca-Cola, como executivo. E cá para nós um trabalho que foi EXCELENTE para uma empresa como a Coca Cola, certamente seria de uma EXCELÊNCIA UNIVERSAL PARA O FLUMINENSE.

E o Abad e a Flusócio viraram a cara para o FUTURO ATRAVÉS DE NOVOS E MODERNOS CONCEITOS DE GESTÃO, em prol da aliança com os Esportes Olímpicos que não vibra com O SUCESSO DO FUTEBOL. Deu no que deu: o covarde, mentiroso e traidor do Abad saiu saindo das Laranjeiras, não tendo a hombridade de permanecer no cargo os 3 anos para que foi eleito.

Prezado Mário: comecei a frequentar o clube em 1968 e posso, sem medo a errar, afirmar que os 4 maiores Presidentes do Fluminense nesses 52 anos foram: Francisco Laport, Francisco Horta, Manoel Schwartz e David Fischell. Cada um no seu momento, cada qual com o seu carisma. Todos eles contribuíram para um FLUMINENSE GRANDE. Sabe o que eles fariam com um print como esse nas mãos? Não somente demitiriam o Nilton Gibaldi da função de Diretor de Tênis, como também pediriam, sem advertência, a sua exclusão do quadro de sócios do clube.

A escolha é sua Sr. Presidente: ou o futebol ou esses que não consideram o futebol como a razão de SER FLUMINENSE.

Aproveito a oportunidade dessa carta prezado Mário para sugerir aos TRICOLORES DE VERDADE que comecem a pensar com carinho: que tal um dia desses fazer uma visita ao clube munidos de enxadas, pás, marretas e picaretas, para acabar com essas quadras de PING PONG jogado com essa bola de feltro que tem uma curta vida útil?

No mais Sr. Presidente reitero as felicitações de início, aproveitando para solidarizar-me com o TRICOLOR DE VERDADE Alfredo Bokel.

Fica com Deus.

Um forte abraço

Antonio Gonzalez

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Top