Análise – Julião ou Calegari? Odair terá de preparar substituto de Gilberto, para estreia no Brasileiro

As vésperas da estreia no Campeonato Brasileiro, a torcida Tricolor acabou surpreendida, nesta quarta-feira (05) com o acerto de Gilberto com o Benfica, de Portugal. Mesmo com o Flu negando o acerto imediato, segundo informações apuradas, a saída do lateral-direito é dada como certa, dependendo apenas de questões burocráticas.

Titular absoluto no time de Odair, Gilberto jogou em quase todas as partidas da equipe em 2020. Dos 23 jogos disputado até aqui, ele atuou em 18.

Com poucas oportunidades para os reservas, o técnico Tricolor se vê com um grande problema, que é trabalhar um substituto para o primeiro desafio do time no Brasileiro e para o restante da temporada.
Atualmente Odair conta com mais dois laterais-direito no elenco, onde ambos tem algo em comum, foram formados nas categorias de base do clube. São eles: Igor Julião e Calegari. Porém, a torcida ainda não deposita confiança no primeiro, que está no clube desde 2012. Enquanto o segundo, revelado este ano, ainda é uma aposta.

Julião pouco atuou no time principal. O jogador que conviveu com vários empréstimos, entre 2013 e 2017, retornou ao Flu em 2018, após o fim do Samorim, projeto do clube na Eslováquia. E desde então passou a ser o reserva imediado de Gilberto, que já era o titular.

Talvez seu melhor momento com a camisa verde, branca e grená, tenha sido no ano passado, quando revezou a titularidade com seu companheiro de posição, que foi sacado do time, em algumas ocasiões, por opção técnica. Porém, isso não durou muito. Depois da derrota para o Avaí por 1 a 0, no Maracanã, pela 17° rodada do Brasileiro, o lateral, de 25 anos, amargou o banco de reservas novamente.

Neste ano, Julião teve pouquíssimas chances, uma vez que sofreu com lesões. E quando esteve à disposição entrou em raríssimas oportunidades.

Já no caso de Calegari, a jovem promessa do clube subiu para os profissionais nesta temporada. Podendo atuar tanto como lateral-direito ou volante, o jogador teve a chance de ser titular no amistoso contra o Botafogo, no último dia 25 de julho, já que tanto Gilberto, quanto Julião estavam lesionados.
Com os holofotes virados para si, tendo em vista o anseio da torcida em ver jogadores da base no time principal, Galegari teve, no todo, uma atuação discreta. Porém, destaca-se o lance no qual o lateral salva uma bola em cima da linha, evitando o gol adversário, que naquela altura, se entrasse poderia mudar a história do jogo.
Entretanto, é notório que o atleta precisará de tempo e uma sequencia para que possa desenvolver seu potencial e assim, quem sabe, se tornar o mais novo camisa 2 do Flu.

Uma coisa é certa, o substituto virá da base. E mesmo comparando-os, nota-se que ambos partem da estaca zero, já que nenhum dos dois conseguiu ainda mostrar sua versão 2020. E cabe ao Odair decidir: Optar por aquele já tem maior rodagem e experiência ou Apostar e desenvolver uma jovem promessa da base.

Foto: Fluminense Football Club

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *