“Unidos por um Flu forte” – Opinião André Barros

“Unidos por um Flu forte”
Peço licença aos respeitáveis autores para tomar de empréstimo os antológicos dizeres estampados em inesquecível faixa da “Força-Flu”.
Em meados da década de 80, então prestes a entrar na universidade, deliciava-me com o show de bandeiras tricolores que adentravam as arquibancadas a partir do placar central. Em dias de clássico, então, o êxtase atingia o seu ápice. “Nense… Nense… Nense…”.
Quero com isso dizer – e, ao mesmo tempo, penitenciar-me pela falta – que, à época, não apreendi, em sua inteireza, a densidade da mensagem que nos enviava a intimorata “Força-Flu”.
Hoje, com a cabeça apinhada de cabelos brancos, entendo, à perfeição, aquela sábia mensagem – principalmente com o Fluminense à beira do precipício.
Só a união dos verdadeiros, desinteressados e apaixonados tricolores salvará o Fluminense da ruína que nos espreita.
Por definição, excluídos estão grupelhos como a Flusócio e as marionetes, cuja capacidade de aglutinação é a mesma do cruento Imperador Romano Heliogábalo (218 a 222 d.C) – ou seja, zero.
Associemo-nos em massa, tricolores!
Votemos em massa, tricolores!
Do contrário, uns ficam; ou, talvez pior, outros voltam.

#ÉPELOFLUDEVERDADE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *