Empresário de Dodi não responde proposta do Flu e novela segue sem uma definição

A novela envolvendo a renovação de contrato do volante Dodi segue se arrastando. O Fluminense que já havia apresentado uma nova oferta pela extensão do vínculo na semana passada, teria dado prazo até a última segunda-feira (26) para uma resposta, porém, o empresário do atleta, Carlos Escuro não respondeu.

Tendo contrato até o final deste ano, o site GE informou que a proposta de renovação feita pelo Fluminense seria de 30% de aumento salaria por três anos de vínculo, com direto a bônus por metas atingidas.

Ainda de acordo com o GE, a diretoria já demonstra insatisfação com a demora no desfecho, porém, se vê de mãos atadas pois Escuro sequer fez uma contraproposta. O GE informou ainda embora o Fluminense tenha aumentado os valores, a oferta ainda não chegou ao que deseja o estafe do jogador, e que já há entre os agentes divergências quanto ao fato de ficar ou sair.

Vale desativar que Dodi trabalha com três agentes, sendo Carlos Escuro o principal por ter sido quem descobriu o jogador. Seus dois sócios com participação no jogador são Márcio Bittencourt – que tem o mesmo sobrenome do presidente tricolor, mas não são parentes – e Tadeu Cruz. O volante tem recebido sondagens com três vezes mais do que seu salário no Fluminense, mas qualquer decisão precisa passar pelo trio de agentes.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *