Clube gaúcho cobra dívida milionária ao Fluminense por Ibanez

O PRS Futebol Clube, do Rio Grande do Sul, está cobrando uma dívida milionária na justiça ao Fluminense pelo atraso no pagamento do acordo envolvendo a venda de Ibañez ao Atalanta, da Itália.

O clube gaúcho participou da formação do jogador, que vendeu seu percentual dos direitos e alega que ainda não recebeu na totalidade, cobrando desta forma o valor de R$ 2.067.787,40.

A informação foi divulgada pelo portal ENM, que teve acesso ao processo, no qual diz o seguinte: “A citação do Executado, mediante expedição de mandado de citação, penhora e avaliação, na pessoa de seu representante legal, no endereço supra referido, para pagar em 03 (três) dias a importância de R$2.067.787,40 (dois milhões sessenta e sete mil setecentos e oitenta e sete reais e quarenta centavos) a ser acrescida, na data do efetivo pagamento, de correção monetária e juros legais de 1% (um por cento) ao mês, bem como honorários advocatícios de 10% (dez por cento) sobre o valor do débito atualizado, além de custas e demais despesas processuais, consoante art. 829, CPC”, pediram os gaúchos em juízo.

O acordo entre os clubes havia sido firmado em janeiro do ano passado, quando o Fluminense se comprometeu a pagar ao PRS a quantia em reais equivalente a 700 mil euros, em duas parcelas. A primeira parcela havia sido estabelecida em 400 mil euros, paga pelo Fluminense. O atraso alegado pelo PRS está na segunda parcela, de 300 mil euros que deveria ter sido efetuada em abril do ano passado. Os gaúchos ainda teriam enviado uma notificação extrajudicial para as Laranjeiras antes do ingresso na Justiça.

O caso foi distribuído para a 39ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) e aguarda ainda nesta semana manifestação do juiz Luiz Antônio Valiera do Nascimento.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *