Empresário de Dodi nega leilão pelo atleta, mas cobra uma maior valorização do jogador

E a novela Dodi segue com novos capítulos a todo momento. O mais recente é a versão do principal empresário do jogador, Carlos Escuro, que concedeu uma entrevista ao portal GE e negou que esteja fazendo um leilão pelo volante, mas cobrou uma maior valorização do jogador, que se tornou uma das principais figuras da equipe de Odair Hellmann no atual Campeonato Brasileiro.

Nós queremos uma valorização. Isso não é valorização. Eu sei que há casos e casos. Sabemos que há jogadores no grupo que ganham muito mais do que isso. Tem meninos que estão subindo da base que ganham mais ou a mesma coisa que o Dodi. Eu acho que ele que tem que valorizar o menino – disse Escuro, que ainda rebateu as declarações do presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, quando em participação no programa Os Donos da Bola, da Band, questionou sobre um possível silêncio do estafe do jogador:

Não fiz contraproposta. Ele disse que não teve resposta. Na hora teve resposta. Quando ele fez essa proposta eu disse: “essa proposta não foi aceita. Então melhore a proposta. Porque se for por isso ele não fica”. Ele pediu uma contraproposta. Eu falei: “Quer uma contraproposta? Valorize o jogador que tu tens. Tu que tens que me dizer quanto ele vale”. Eu perguntei quanto ele gostaria de receber pelo Dodi em uma venda a dois meses de terminar o contrato. Ele respondeu “3 milhões de euros”. Eu respondi: “Você tem um jogador a dois meses de terminar o contrato, quer vender por 3 milhões de euros, quanto pagaria de salário para ele? É esse salário que você quer dar para seu jogador?” – completou.

Escuro negou também que esteja fazendo leilão pelo jogador. Segundo ele, alguns clubes do Brasil chegaram a sondar a situação do volante, porém, nenhuma negociação foi aberta:

Jamais. Proposta oficial nenhum clube do Brasil me fez. Alguns clubes do Brasil me ligaram e perguntaram qual era a situação do Dodi. Eu falei que ele tinha contrato até 31 de dezembro e a preferência de renovação era do Fluminense. Se o Fluminense não fizesse uma proposta que fosse de valorização do menino, aí começaríamos a conversar com outros clubes. Mas ele tem contrato, é jogador do Fluminense. Em nenhum momento algum clube fez uma proposta pelo Dodi. Se alguém está dizendo que tem leilão, não está falando a verdade. É só eu atender as ligações dos clubes que já me procuraram ou voltar a ligar que abriria negociação. Eu não quero. Eu não ouvi nem proposta de ninguém. Todo mundo me ligou, queriam conversar. Não conversei sobre valores – disse o empresário que reforçou a preferência pelo Fluminense, mas espera por uma valorização do jogador.

É óbvio que recebi ligações de outros clubes, mas não abri conversas com nenhum. Falaram que ofereci para Inter, para Corinthians. Não é verdade. Não ligo para ninguém. É uma coisa simples: um jogador como o Dodi, jogando o Brasileiro, arrebentando em um time grande de Série A, você acha que preciso ligar para alguém? Não tenho que fazer nada. Só teria que abrir a boca e dizer: “o jogador não fica mais no Fluminense”. O dia em que eu fizer isso, tenho certeza que meu telefone não vai parar de tocar. Não estou fazendo leilão nenhum. E continuo afirmando: a preferência é do Fluminense – se valorizar o atleta. Se o Fluminense não valorizar o atleta, nós seremos obrigados a informar que não vai ficar no Fluminense.

Foto em destaque: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *