Pênalti, VAR e gol anulado: Odair questiona arbitragem entre Palmeiras e Fluminense

A derrota do Fluminense para o Palmeiras por 2 a 0 na noite deste sábado (14), no Allianz Parque, em São Paulo, poderia ter sido diferente se não fosse a intervenção do VAR, que anulou um gol do Fluminense no primeiro tempo, quando identificou impedimento de Luccas Claro e o pênalti que culminou no primeiro gol do Palmeiras.

Na coletiva pós jogo, o técnico Odair Hellmann questionou a atuação do árbitro, principalmente no pênalti marcado para o Palmeiras no início do segundo tempo. Após chute de Lucas Lima a bola bateu no braço de Wellington Silva e após analisar o VAR, o juiz assinalou pênalti.

Aqui eu não vou ficar falando de arbitragem, mas pra mim não foi pênalti, temos que começar a fazer uma avaliação melhor dentro deste contexto, mas aí pega uma avaliação do VAR, lance que para e volta, num chute de alta velocidade que o Wellington faz o movimento de instinto com o braço fechado, sendo que aconteceu a mesma coisa no primeiro tempo contra eles, outras situações que não chama e ainda não está uniforme essas utilizações e decisões, e aí fez a diferença a marcação de pênalti no segundo tempo onde o Palmeiras abre o placar – disse Odair, que ainda questionou a demora no impedimento que anulou o gol do Fluminense marcado por Luccas Claro no primeiro tempo.

O jogo que ficou cinco minutos parado para um decisão milimétrica, se é impedimento, se não é impedimento, mas a gente tem que acreditar no movimento dessa máquina aí, né ? Que deu o impedimento. Mas como o pênalti fez a diferença pra eles, poderia fazer a diferença pra gente, principalmente em um momento onde estávamos melhor na partida, mas quando a gente faz um gol e coloca lá na máquina e fica cinco minutos para ver se foi gol ou se não foi, desconcentra um pouquinho – finalizou o treinador.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *