Mesma história? Confira outros casos que, assim como MP, foram vendidos a seis meses do fim do contrato

Com o contrato prestes a vencer (JULHO), e decidido não renovar, Fluminense começa a corrida para vender Marcos Paulo e evitar a perda “de graça”. Porém, essa história é antiga: GE listou exemplos de atletas que foram negociados nos seis meses finais de seus vínculos.

Éder Militão

O defensor que atualmente está no Real Madrid, da Espanha, vivia situação similar em 2018, quando tinha apenas 20 anos e era um dos destaques do time, com 57 jogos e quatro gols pelo profissional.

No Morumbi, tentavam desde 2017 a renovação de seu contrato, que ia até o início de janeiro de 2019, mas o jogador queria ir para a Europa. Ele acabou sendo negociado com o Porto, de Portugal, no fim de julho, por 4 milhões de euros (cerca de R$ 17,7 milhões na época), além de um percentual de 10% de uma venda futura.

Léo Sena

Atualmente no Spezia, da Itália, o volante chegou ao Goiás em 2015, com 19 anos, após se destacar na Copinha. Foi revelado para o profissional no clube, onde ficou até o ano passado e disputou 185 jogos e fez um gol. Com contrato só até dezembro de 2020, a diretoria esmeraldina vinha tentando a renovação desde 2019, mas também não avançou nas negociações. Então, no último mês de junho, vendeu 80% dos direitos econômicos do jogador para o Atlético-MG por R$ 4 milhões.

Eriksen

O caso recente e famoso na Europa foi o de Christian Eriksen. O meia dinamarquês estava desde 2013 no Tottenham, da Inglaterra, onde jogou 304 partidas e marcou 69 gols. Seu contrato terminaria em junho de 2020, e ele já havia manifestado o desejo de mudar de ares. Assim, em janeiro do ano passado, após longa negociação, foi vendido para a Inter de Milão, da Itália. Os clubes não confirmaram os valores envolvidos, mas especula-se na imprensa italiana um montante pago de aproximadamente 20 milhões de euros (cerca de R$ 92,5 milhões).

FOTO DE MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *