Vitória importante para o sonho da Libertadores

Após um primeiro tempo lento, com muitos erros de passes bobos, mas de controle quase que absoluto do jogo, o tricolor conseguiu comandar as ações da partida sem correr grandes riscos. 

Luiz Henrique muito bem na partida dando desafogo ao time criou as melhores chances da primeira etapa, além de fazer um golaço de bate pronto depois de cruzamento do meia Nenê. 

A segunda etapa não foi diferente da primeira, o Fluminense mantinha a bola, girava de um lado para o outro, e cozinhava o jogo. Aos 11 minutos, após boa troca de passes a bola chegou em Luiz Henrique novamente que acelerou o jogo, tocou para Nenê que cruzou para o Fred se antecipar a zaga e cabecear. Linda defesa do goleiro adversário.

Aos 13 o treinador Marcão decidiu fazer duas alterações, tirou Fred e Luiz Henrique para as entradas de Michel Araujo e Caio Paulista. A intenção do treinador foi fortalecer o meio campo com Michel, mas sem perder criatividade, e colocar fôlego novo pelo lado do campo com Caio Paulista.

A partir da entrada dos jogadores, o Fluminense perdeu o que tinha de melhor na partida que era a agressão no espaço deixado pelo Bahia. 

Aos 34, John Kennedy entrou na vaga de Lucca, e Hudson no lugar de Nenê. Com 40 minutos, Calegari vira uma linda bola para Egídio que toca de primeira para Michel chutar travado pela zaga, no rebote Kennedy finaliza mal e sem direção. No fim da partida ainda houve tempo para um milagre de Marcos Felipe em cabeçada de Ernando. 

Aos 47 quase o segundo gol do Flu que jogaria a pá de cal. Boa troca de passes do meio campo do Flu, Egídio agrediu o espaço, e rolou para o meio, mas Michel não conseguiu empurrar para o fundo do gol. No contra ataque outra defesa monumental de Marcos Felipe garantindo os três pontos ao tricolor carioca. Faltam quatro jogos para o sonho da Libertadores. 

Foto: Mailson Santana/Fluminense FC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *