Em coletiva, Mário explicação utilização de Miguel

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt esteve presente na apresentação do treinador Roger Machado, que foi oficializado pelo Fluminense neste sábado (27).

Em uma das perguntas, Mário foi questionado sobre a utilização do meia Miguel, pouco utilizado no elenco principal ao longo da temporada 2020:

– Ele vai fazer 18 anos e vem sendo aproveitado. Faz parte do elenco profissional desde que eu cheguei. É um menino, como tantos outros que sobem, alguns até mais velhos. O jogar treina com o elenco, é relacionado, entra em alguns jogos. Ele estava aqui mais cedo, fez parte do time que está treinando para o Carioca. Estava treinando ao lado do Ganso e outros – disse Mário, que ainda completou sobre a questão contratual do jogador:

Não há nenhuma questão que o obrigue a algo, o que acontece é que na época em que ele subiu, havia uma filosofia de trabalho da gestão anterior, que não é a que acreditamos, achamos que alguns sobem com idade precoce, não necessariamente maduros, por isso o sub-23. Depois que o jogador sobe para o profissional, fica complicado descer para treinar e voltar. O Aspirantes é justamente esse elo para o menino que sobe, não performa, e acaba jogando com eles. O caso do Martinelli é perfeito, que ficou oscilando, jogou no sub-23 e hoje está no profissional. O que falta ao Miguel é minutagem e ele terá no Carioca. É um grande atleta, acreditamos nele e esperamos uma boa temporada – completou o presidente.

Além dos treinamentos, Miguel também participou dos amistosos que o time sub-23 vem realizando no CT Carlos Castilho e a tendência e que inicie o Campeonato Carioca entre os titulares.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *