Marcos Felipe pega pênalti, Fluminense ganha do Boavista e sobe para terceiro lugar

O jogo começou muito ruim no acanhado campo de Bacaxá. O Fluminense tinha a posse de bola, mas não conseguia levar perigo diante da bem postada defesa alviverde. A primeira grande chance foi aos 31 minutos, quando Gabriel Teixeira achou Lucca sozinho na segunda trave, e ele chutou para grande defesa de Klever. Porém, a melhor oportunidade foi do Boavista: quatro minutos depois, Vitor Feijão sofreu pênalti de Danilo Barcelos, mas Marcos Felipe defendeu a cobrança de Jean, e Nino salvou no rebote. O intervalo na sequência veio a calhar para Roger corrigir os erros.

O Fluminense voltou do intervalo com a mesma formação, mas outra postura. O time subiu a marcação, pressionou a saída de bola e abriu o placar logo aos quatro minutos, contando com uma pitada de sorte. Yago pegou sobra na entrada da área e contou com um desvio em seu chute para superar Klever. O Boavista teve que sair para buscar o empate e passou a dar muitos espaços. Gabriel Teixeira, aos 11, e Michel Araújo, aos 13, perderam chances cristalinas na área. Os donos da casa assustaram com Michel Douglas, de cabeça, aos 34, mas o Tricolor matou o jogo após a entrada dos garotos Kayky e John Kennedy. O primeiro serviu, e o segundo fechou o placar aos 43.

Com o resultado, o Fluminense garantiu sua permanência no G-4, subiu para o 3º lugar com nove pontos – mesma pontuação do Flamengo, que tem um jogo a menos – e colou no líder Volta Redonda, que tem 10. Já o Boavista amargou sua segunda derrota seguida, estacionou nos cinco pontos e caiu para a nona posição na tabela.

Próximo compromisso do Fluminense é nessa sexta-feira (26) às 16h contra o líder da competição, Volta Redonda.

Fotos: Lucas Merçon/FFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *