“PRAXEDES É SÓ A PONTA DO ICEBERG. MP NO FUTEBOL OU VERGONHA NA CARA DOS QUE DEVEM FISCALIZAR!” Opinião Rafael Ladewig

Em 16/11/17 o site oficial do Fluminense noticiava a convocação de Praxedes para seleção Sub15. Em Jan/19 negociávamos a jóia com o Internacional, mantendo 50%.
Diante o problema gerado pelo atleta e contrato curto, parecia uma solução razoável, mesmo que lamentável.
Como já previsto, o moleque explodiu na Copa SP em Jan/20, sendo um dos craques do time campeão, com direito a dois golaços e o “sonho do surgimento do novo Falcão”.
Daí, obviamente o Inter exerceu os tais 20% previstos em contrato, por apenas R$500.000. Ninguém sabia disso. Nossa transparência (falta de) não permite, mas fora isso, ainda coloco como risco do negócio emergencial.
Eis que surge a notícia que já chegam sondagens pelo atleta na casa de 50Mi e que só teríamos 10%. A justificativa bizarra aponta para uma venda, já realizada pela gestão MB, dos tais 20% por 1.3Mi!!! Isso mesmo…. Já em 2020, com a jóia se tornando realidade, nossos gênios entenderam que o valor do atleta era de 6.5 Mi de Reais!!! Para piorar, esse valor cobriria dívidas com agentes. Que dívidas? Que agentes? Como foi contraída?
Não importa quando Praxedes se tornou titular nos profissionais do Inter. Nós venderíamos algum dos nossos recentes craques do Sub17 por 6.5Mi de Reais?!
É claro que não!!!
Então pq vender 20% de uma jóia lapidada por 1.3Mi????
Saco cheio dessa merda!
O futebol é comandado por empresários e isso não é exclusividade do FFC. A diferença é que colocamos um “adepto às práticas” sentado na cadeira de presidente e que a tal profissionalização estrutural do clube não ocorreu.
Como gestor de futebol ele gostou tanto da atividade que chegou a abrir empresa para atuar na área (Não há ilação no que falo até aqui…são fatos)!
Essa semana não quero saber de contratações. Não quero saber da goleada no Macaé e nem do sorteio da Libertadores. Não serei um dos tolos que cairão nos FACTÓIDES ou dos que irão assistir uma coletiva do Rei com aquele monólogo sacal e com perfil ditatorial.
Quero é saber onde se gasta cada Real do clube que me pede para ser “financiador” através desses covardes planos de sócios. Quero contabilidade com demonstrativos abertos.
Quero que esse feudo das Laranjeiras vá para PQP!
O FLUMINENSE só voltará a ser Gigante dentro de campo, após resgatar sua essência e ser “o clube da taça olímpica fora dele”.
Enquanto vagabundos, parasitas e sanguessugas se apoderarem do clube, continuaremos ganhando batalhas, mas nunca guerras.
Minha chateação não incomoda os que estão “lambendo os beiços”, mas quem faz parte dos grupos políticos, quem é amigo, quem é conselheiro…deveria demonstrar indignação!
Precisamos de quantos tolos (sócios) para bancar todas essas tetas?!
Nunca me senti tão tolo por pagar algo para meu clube e já ouço sentimento similar em tricolores também fanáticos.
O mundo mudou. A Pandemia destrói diariamente empresas, famílias, pessoas. Daí alguns apaixonados (menos que 2% da torcida) se propõe a acreditar na reconstrução e sangram pelo clube, mas o retorno são milhões perdidos no episódio Praxedes, Lussivica, Rafael do Náutico, renovação do Pablo Dyego, “garantia da palavra de Marcos Paulo”, do Miguel encostado, da renovação do M.Ferraz até usar bengala, da falta de planos para resolver Ganso, gestão comercial e marketing não profissional…
Se os ativos de atletas “conhecidos” viram pó ocultamente, imaginem o que não acontece com outros que não ganharam os holofotes ainda?!
MP no futebol já! Mas enquanto isso não acontece, que os conselheiros, aqueles que gritava “Ei, Abad, vtnc”, se posicionem!

Rafael de Castro Ladewig.
Meu sangue é grená com glóbulos verde e branco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *