Após venda de Metinho e Kayky, Fluminense costura parceria com Grupo City

As negociações entre Fluminense e representantes do Grupo City gerou uma aproximação entre as partes, que deve terminar em uma parceria que engloba intercâmbio de jogadores e membros de comissão técnica entre Flu e clubes do grupo.

Enquanto acertam os últimos detalhes do acordo vara a venda de Kayky e Netinho ao grupo, confirmando a ida do atacante para o Manchester City em 2022, as partes iniciaram a costura de um projeto de cooperação, cuja ideia é proporcionar o intercâmbio de atletas e membros de comissão técnica entre o Tricolor e os onze clubes do grupo espalhados pelo mundo.

O City Football Group é dono de Manchester City (Inglaterra), Melbourne City (Austrália), Montevideo City (Uruguai), Lommel (Bélgica), New York City (EUA) e Mumbai City (India), além de ter participações em Girona (Espanha), Sichuan Jiniu (China), Yokohama Marinos (Japão), Troyes (França) e Bolivar (Bolívia).

Os termos da parceria ainda estão sendo debatidos em reuniões entre o representante do Grupo City no Brasil e o presidente do Flu, Mário Bittencourt. O acordo abriria a possibilidade para jogadores jovens ou pouco aproveitados nas Laranjeiras serem emprestados para clubes do Grupo City para ganhar experiência, com o Tricolor também podendo receber atletas do grupo, que costuma investir na compra de atletas de pouca idade em outros países sul-americanos. Além disso, profissionais tricolores também poderão ter a oportunidade de viajar para conhecer a metodologia de trabalho nesses clubes e fazer cursos no exterior.

A ideia surgiu em meio às negociações por Kayky e Metinho, mas não têm relação direta com as vendas. Nesta semana, os clubes estão finalizando os detalhes da operação da venda do atacante de 17 anos. Com a conclusão dos trâmites burocráticos, como por exemplo o registro do contrato em Londres, a tendência é que as partes oficializem o acordo nos próximos dias. Depois, será a vez de finalizar os últimos ajustes da operação que levará o volante para o Troyes, da França, trâmites que ainda deverão demorar alguns meses para serem concluídos.

Foto em destaque: Lucas Merçon/FFC

Fonte: GE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *