Flu vencia Argentinos Jrs. em classificação heroica na Libertadores, faz dez anos.

Tricolores avançaram na competição depois de triunfo histórico em jogo emocionante e com briga no fim, em Buenos Aires


No dia 20 de abril de 2011, o Fluminense, mais uma vez, contrariou a matemática e honrou a alcunha de “Time de Guerreiros”. Em jogo contra o Argentinos Juniors, a equipe liderada por Enderson Moreira venceu por 4 a 2 e conseguiu vaga nas oitavas-de-final da Libertadores, mesmo com apenas 8% de chances.

Com a má campanha na fase de grupos, o Tricolor passou a depender de combinação de resultados para avançar na principal competição sul-americana. Era necessário vencer o Argentinos Jrs. e, ainda, torcer por derrota do Nacional do Uruguai diante do América do México. Em caso de empate no confronto em Montevidéu, o que se confirmou, o clube precisaria de triunfo por dois gols de diferença.

Campeões nacionais da época, Fluminense e Argentinos Juniors se enfrentaram no Diego Armando Maradona, em Buenos Aires. Em busca da classificação, o Time de Guerreiros, desde o início, pressionou o adversário, até abrir o placar, aos 17 minutos, com Júlio César. Na sequência, o mandante igualou o marcador, em pênalti duvidoso marcado pelo juiz e cometido por Gum. Mas, ainda no primeiro tempo, Fred soltou a bomba ao cobrar falta para desempatar o duelo.

No início da etapa seguinte, o Argentinos Juniors empatou novamente, em vacilo da zaga do Flu. Logo depois, Rafael Moura recolocou os tricolores em vantagem: 3 a 2. Ainda faltava um gol.

A bola que consagraria a partida heroica do Time de Guerreiros saiu dos pés de Fred, aos 43 minutos do segundo tempo. Edinho invadiu a área e sofreu pênalti do goleiro rival, quando tentou driblá-lo. O camisa 9 converteu a penalidade e garantiu o triunfo. Após a partida, os “hermanos”, revoltados com a eliminação, partiram para a briga contra os visitantes.

Dez anos depois, o Fluminense vai reencontrar um argentino na Libertadores. Às 19h de quinta-feira, o clube enfrenta o River Plate, no Maracanã, pela primeira rodada do grupo D.

Textos:Flu-Memória
Fotos: Flu-Memória – Arquivo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *