Apesar da pandemia, Flu reduz déficit de 2019 para 2020

O Fluminense Football Club publicou, nesta sexta-feira (30/04), o Demonstrativo Financeiro de 2020 com uma redução de prejuízo em relação a ano de 2019. O clube, mesmo em um ano de pandemia, melhorou o resultado em torno de 69% de um período para o outro. O déficit passou de 9.3 milhões de reais em 2019, para R$ 2.9 milhões de reais no ano passado.

O Flu ainda teve uma redução de 27% da receita liquida, principalmente, motivada pela postergação do Campeonato Brasileiro de 2020 (uma grande parte da verba da TV Globo foi reconhecida apenas em 2021). Outro fator para a perda foram os jogos sem público (impedindo entrada de receita de bilheteria).

O clube, entretanto, teve um aumento de 97% da receita com sócio torcedor e redução de 44% dos gastos com jogos, renegociou vários contratos.

A renegociação com a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN) foi outro motivo de geração de ganho, por meio através do perdão de parte dos juros e multa dos impostos incluídos no parcelamento, com uma redução de 48% nas despesas financeiras. O acordo com PGFN, feito em dezembro de 2019 (com pagamento de 33 milhões de reais em impostos) garantiu juros menores.

O Flu teve um aumento do passivo em 6%. Isso ocorreu por conta da postergação do pagamento de parte dos salários, férias e 13º dos jogadores/funcionários para março de 2021, por meio de acordos com os sindicatos dos atletas e servidores. A premiação do Campeonato Brasileiro, prevista em orçamento para ocorrer em dezembro de 2020, só aconteceu este ano. O clube também pagou os parcelamentos no início de 2021, já que não havia a decisão da presidência (assinada hoje) para anistiar os clubes para os pagamentos de impostos no período de pandemia (2020)

2 Replies to “Apesar da pandemia, Flu reduz déficit de 2019 para 2020”

Deixe uma resposta