Fluminense posta homenagem ao ex-zagueiro Nestor, campeão carioca e mundial pelo Fluminense

Aos 92 anos, morreu, neste domingo, em Niterói, o ex-zagueiro Nestor, vítima de insuficiência respiratória. Jogador do Fluminense entre 1950 e 1954, ele conquistou o Campeonato Carioca de 1951 e o Mundial (Copa Rio) de 1952, quando substituiu Pinheiro, de quem era reserva, na decisão, contra o Corinthians.

Em 2017, o clube inaugurou em sua Sala de Troféus, na sede de Laranjeiras, uma exposição de material histórico sobre o título mundial, que comemorava 65 anos. Nestor acompanhou a estreia da exibição e agradeceu a homenagem.

“Sempre fico feliz quando visito as Laranjeiras. Vivi os bons tempos do futebol, que era bem diferente de hoje em dia. Mas é ótimo ser lembrado com tanto carinho. A exposição está muito bonita e é bom saber que o Fluminense não esquece da sua história. A torcida reconhece as glórias”, declarou, na ocasião.

Tricolor de coração, Nestor viveu no Time de Guerreiros os melhores momentos da carreira dentro das quatro linhas. Sob o comando de Zezé Moreira, disputou 38 jogos ao longo do período em que vestiu as cores verde, branco e grená. Depois de deixar o Flu, passou pelo América e, em seguida, decidiu trabalhar no ramo financeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *