” A era Jorge Frias de Paula” Opinião Eduardo Coelho

A ERA JORGE FRIAS DE PAULA


Muita gente passa pelas dependências do Fluminense, depara-se com a inscrição na parede “Parque Aquático Jorge Frias de Paula” e não faz a mínima ideia de quem tenha sido esse cara. Sim, Jorge Frias de Paula foi o cara! Jorge Frias foi o 2° presidente que por mais tempo administrou o Fluminense Football Club em toda a sua história de 120 anos. Só perdendo em longevidade administrativa para o incomparável Dr°. Arnaldo Guinle.
Em meu livro sobre o “Carioca de 1973” (ainda não publicado), dedico um capítulo especial ao presidente Jorge Frias de Paula. Jorge Frias era o presidente do Fluminense na época da conquista do título de campeão carioca de futebol de 1973. E percebi que seria muito interessante abordar aspectos importantes de sua vida. Seria e é uma oportunidade de descrever páginas relevantes da vida cultural, social e esportiva do Fluminense.
A juventude de Jorge Frias. Sua destemida e boa participação nos Jogos Olímpicos de 1932, em Los Angeles. Sua colaboração como delegado da FIERJ (Federação das Indústrias do Rio de Janeiro). Com sua intensa dedicação ao Clube, Jorge Frias era capaz de pegar os seus próprios automóveis para deslocar a delegação de natação tricolor até São Paulo. A importantíssima conquista dos títulos do Torneio Rio-São Paulo em 1957 e 1960. O carioca de 1959. A reforma e modernização do Parque Aquático. Os shows internacionais.
Jorge Frias disputou a primeira eleição em 1955. Administrou o Fluminense de 1957 a 1963, e de 1972 a 1975. Diziam no Clube – de forma bem humorada – que se não fizessem a reforma estatutária de 1963, Jorge Frias concorreria às eleições até hoje. Até então, a reeleição era permitida sem restrição. Por sua participação intensa na vida política do Fluminense, foi possível descrever um panorama do cenário tricolor de 1955 até 1979, o ano de sua morte.
O escritor e filósofo italiano Umberto Eco costumava dizer que a internet dava voz aos idiotas. É a mais pura verdade! É possível se ler por aí, os maiores absurdos sobre História. Por isso a importância de realizarmos um trabalho sobre quem realmente fez História. E Jorge Frias de Paula é a própria História do Fluminense!

Eduardo Coelho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *