” Trocando ideias com Nelson Rodrigues” Opinião Eduardo Coelho

Trocando uma ideia esperta com meu companheiro de luta e de glória: Nelson Rodrigues. O papo aqui é denso, profundo! Rola de tudo! Teatro, cinema, futebol… absorver um pouquinho que seja da genialidade do Nelson é incrível! Tô dizendo pro Nelson que ele já chegou a morar duas ruas próximas da minha. E numa época em que íamos a pé pro Maraca, andando pela Rua Maxwell, empunhando nossas bandeiras.
A gente só não conversa muito sobre política pra não dar ruim (risos). Ele sempre foi de direita e eu da esquerda, aí não vai prestar (risos). Mas quando o assunto é Fluminense, rola a tal da unanimidade. Mas aqui ela é inteligente! Super!!
Tô aqui falando pro Nelson, que sempre curti muito o fato dele ter batizado e consagrado vários virtuoses da bola. Como o “Príncipe Etíope”, o “Rei Zulu”, o “Samara da Saens Pena”, dentre outros.
Tô dizendo também pro Nelson, detalhes do meu livro sobre o “Carioca de 1973” (ainda não publicado). O Nelson tem uma participação importante dando cores fortes aos craques daquele certame. Foi o ano em que o Nelson perdeu sua mãe, a querida Dona Elza. E quando ele voltou a escrever no Jornal dos Sports, o “cor de rosa” de Mario Filho. Os diálogos do Nelson com o ditador presidente Médici. A tortura e a prisão do Nelsinho. Tem muita história… Quem viver verá!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *